Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OU SERIA DEMO-CRACIA?

"Quanto mais se sabe...mais se pena."
 (Eçá de Queirós em OS MAIAS)


Antes de começar a discorrer meu artigo, lembrei-me dessa frase escrita no romance OS MAIAS, parece-me que no século dezenove, se não estiver equivocada.
Ainda era bastante jovem quando o li, mas jamais me esqueci daquele ensinamento, porque a cada momento ele nos é de grande utilidade...na vida.
Desde crianças,  para os que foram à escola, aprendemos  a definir ou conceituar DEMOCRACIA, Demos/povo; Cracia/governo, uma palavra que deriva do grego e que em síntese significaria "um governo do povo, pelo povo e para o povo".
Lindo, justo, humanitário...se no decorrer do tempo, a consciência política adquirida como os fatos históricos ou nos vivenciados, não nos ensinasse, que em algumas regiões do mundo,  o termo denota apenas  a poesia das intenções , e o que é pior, às vezes , conota um forte instrumento de manipulação política, quando as massas são reféns da miséria, da ignorância e da inconsciência.
Fiquei recentemente perplexa com a noção de democracia que alguns líderes políticos declararam ao mundo!
Senti quase como um ultraje à capacidade dos neurônios dos seres humanos e aos dos próprios historiadores e cientistas políticos!
Alguns justificam que fazer plesbiscitos, referendos PARA TUDO, INCLUSIVE ELEIÇÕES...E  REELEIÇÕES, seria o melhor instrumento para se medir o exercício da democracia.
E realmente deveria o SER.
Ocorre, que o voto é um istrumento sagrado na homegeneidade das consciências e das vontades não manipuláveis, mas pode se tornar perigoso quando usado para interêsses políticos que nem sempre representam a necessidade real dum povo.
E como é fácil manipular as vontades, quando não há identidade política estabelecida na verdade e a fome degenerando o entendimento!
DIFÍCIL EXERCER A VERDADEIRA DEMOCRACIA, AQUELA TÃO AGRACIADA NOS LIVROS, EM CONDIÇÕES SOCIAIS INDIGNAS, AONDE PODE-SE "PAGAR BARATO" PELAS NECESSIDADES MAIS URGENTES DUM POVO...SOB A GARANTIA DE APLAUSOS E SUBMISSA GRATIDÃO PARA O QUE NOS É DE "DIREITO".
Deveria haver um plebiscito para medir o nivel de conhecimento da população a respeito do que representa uma CONSTITUIÇÃO, e algumas de suas cláusulas pétreas, das suas garantias, E DA REAL FORÇA DO VOTO.
Sei que o resultado seria dramático, pior que redação dos vestibulares!
É muito triste perceber como cidadão, que hoje o risco do totalitarismo está travestido de Democracia.
"Democratas" pelo mundo afora, fecham rádios, deixam o livre pensamento sob vigilância, expulsam jornalistas, geram "guerras de classes", não respeitam idéias contrárias, manipulam a constituição a qualquer tempo, lutam por televisões públicas para beneficiarem-se da mídia, enfraquecem as instituições democráticas e julgam privilegiados os que constroem com o trabalho.
Alimentam todos os tipos de miséria e vislumbram o poder perene.
Será que mudou o conceito de DEMOCRACIA, e sou eu que ignoro o fato?
Bem, de qualquer forma, feliz a época em que os regimes de governo eram mais...CLAROS.
Sofro por saber...peno por sentir...


Nota do autor: Aos líderes...Que se amplie certos conceitos.
MAVI
Enviado por MAVI em 19/11/2007
Reeditado em 19/11/2007
Código do texto: T742971

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
5444 textos (340760 leituras)
993 áudios (87028 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 04:18)
MAVI