Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Violência

 

            Violência é um assunto complexo, principalmente quando falamos sobre drogas. Vemos que parte da sociedade, principalmente aquelas que sofrem o medo constante acabam sempre exigindo medidas radicais para solução da violência.
 

            Dias atrás o governador do Rio de Janeiro falava sobre o aborto como solução, fazendo uma correlação quantidade de filhos/violência/pobreza. É comum também correlacionar violência/pobreza/drogas,  ai procura reacender liberação das drogas. Mas as perguntas ficam sem serem respondidas: mesmo que a drogas fosse legalizada pobre teria dinheiro para adquiri-la? Qual seria o preço da droga legalizada e por quanto ela seria vendida no mercado negro (traficantes)? O pobre deixaria de usa-la se ela fosse legalizada? Qual a maneira usada para que adolescentes e adultos dependentes químicos irão usar para adquirí-la? Acredito que por estas perguntas já poderíamos ter consciência que o tráfico continuaria a existir e consequentemente a violência também. 

            Primeiramente, penso que a violência é uma condição humana, isto é, a violência está dentro do próprio Ser humano e ela é construída a partir de condições à ela proporcionada. Também, já está mais que comprovado que violência gera violência. A violência não é apenas bater, matar, mas sim abandono, descaso, omissão e por ai afora.

            Qual é o quatro que vemos hoje! Um Estado que tem os profissionais de saúde, de educação, mas que deixa uma classe social a mercê, tratando-a com total descaso, indiferença. Que usa dos recursos públicos para fazer mídia e investir em outras áreas que não a social. Um estado que cria adolescentes desde seus 10 anos em cadeias superlotadas, com poucas entidades que de reeducação. Será que este total abandono não é o fator da violência? 

            É lamentável quando temos que constatar que nas grandes cidades, nos morros a população venera o traficante e tem o estado como bandido. Pois, todas as carências e omissões do Estado são supridas por estes (Traficantes). Vemos nas grandes metrópoles um governo paralelo que cada vez mais tende aumentar sua área de ocupação. Por incrível que pareça, o que observamos é que este governo paralelo tem conquistado mais sua população do que o Estado.   

            A violência é conseqüência e não causa. Infelizmente o tratamento que se dá as pessoas carentes, adolescentes infratores é que está construindo este caos. Hoje o que era visto nas grandes cidades, estamos vivenciando a nas pequenas também. 

            Infelizmente é lastimável ouvir por parte de autoridades ofensas às entidades que defendem os direitos humanos por cobrarem e fiscalizarem, apenas porque exijam que se cumpram as leis constitucionais. Enfim, autoridades que jogam as entidades contra a sociedade. 

            Finalizo dizendo que a violência pode ser minimizada quando o Estado assumir seu papel de investir no social de forma contundente e profunda, deixar de construir mais violência a partir da violência que é a exclusão social.  Se não houvesse as entidades não governamentais e uma pequena parte da sociedade atuasse como muito sacerdócio a violência já teria destruído por total o país.  

Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 21/11/2007
Reeditado em 22/11/2007
Código do texto: T746601
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 52 anos
5327 textos (1244615 leituras)
5 e-livros (11903 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 19:14)
Ataíde Lemos

Site do Escritor