Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vamos viver de Brisa!

Um poema sobre a lua, publicado aqui no Recanto das Letras pela Dama De Negro, reforçou em mim a idéia de que um dos grandes males da atualidade é que desprezamos os prazeres simples que a vida pode nos proporcionar em busca de diversão paga e sofisticada. Uma noite ao luar (apenas cuidemos onde!) pode ser muito mais gratificante do que qualquer jornada no shopping.

Bandeira nos brindou com aquele célebre poema, em que convida Anarina a viver de Brisa. O poema foi musicado por Paquito e interpretado por Maria Bethânia (vejam abaixo), o que nos dá nova possibilidade de apreciá-lo. Obviamente o poeta não se referia a uma vida sem trabalho. Agora me dou conta de que falava de desprendimento.

Assim é pois, meus caros poetas, cronistas, seresteiros, que não devemos perder mais tempo. Vivamos mais de luares e brisas, ao lado de Anarinas e Manuéis e quem mais queira trocar uma vida de angústia e apego à burrice, por sensibilidade e beleza.

Bandeira é sempre uma grande leitura.




Brisa
Maria Bethânia
Composição: Música: Paquito/ Poema: Manuel Bandeira

Vamos viver no Nordeste, Anarina
Vamos viver no Nordeste
Deixarei aqui, meus amigos, meus livros
Minhas riquezas, minha vergonha
Deixarás aqui, tua filha, tua avó, teu marido
Teu amante

Aqui, faz muito calor
No Nordeste faz calor também
Mas lá tem brisa
Vamos viver de brisa, Anarina
Vamos viver de brisa
Nelson Oliveira
Enviado por Nelson Oliveira em 23/11/2005
Código do texto: T75231
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson Oliveira
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
345 textos (25576 leituras)
2 áudios (313 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:48)
Nelson Oliveira