Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dez por cento

Dez por cento

   Quem já votou em mais de 10 eleições (como nós) pode ser chamado de veterano no assunto. E com certeza está decepcionado consigo mesmo por não ter conseguido eleger pessoas em quem acreditava para nos ajudar na campanha de melhora da qualidade de vida de nosso povo. E mais do que isto está enojado pelo fato de ver os mesmos panacas assumindo pela 5a. ou 8a. vez um cargo público em diferentes esferas, em diferentes cidades, por diferentes siglas. O nojo vem do fato de observar que os "profissionais" nada produziram de útil e após 30/40 anos de ociosidade, aumentaram as mordomias portentosas criadas por eles mesmos a favor da classe que passa o dia (apenas 3 por semana) em amplos e confortáveis salões equipados com modernos aparelhos eletrônicos recebendo polpudas remunerações que poderiam estar saciando as necessidades de milhares de famintos. Estes sujeitos não possuem o mínimo pudor em trocar de cidade quando suas maracutaias são descobertas e conseguem enganar os novos vizinhos para obter novo mandato. Se as tendências das eleições seguintes apontam para outra linha, mudam de partido como se muda de camisa. E conseguem mais um mandato para garantir suas impunidades e cargos para familiares.
   E agora cá estamos ouvindo as mesmas promessas partindo dos mesmos figurantes do circo onde participamos como palhaços (os expectadores são os abutres estrangeiros que indicam o roteiro a ser desenvolvido no picadeiro). Já sabemos de cor o discurso efetuado por todos eles (nem se dão ao trabalho de mudar algumas palavras). De tanto repetirem as mesmas frases, elas poderão acabar se transformando em ditados populares. De uma forma geral, todas elas se resumem numa só (alterando apenas a última palavra da sentença).
"- Se for eleito, prometo nos próximos 4 anos acabar com a/o xxx" onde xxx = fome, desemprego, violência, doença, falta de moradias, etc.
   Sabemos que nenhum candidato conseguirá tal feito mesmo que esteja honestamente(?) empenhado na cruzada e mesmo com o apoio de outros parceiros de labuta. O caos atingiu a tal nível, que nem em 30 anos resolveremos nossos problemas. Nos últimos 20 anos eles aumentaram além da conta em função dos desvios monstruosos de verbas e da má aplicação das migalhas que sobraram nos cofres. Se não equacionaram um processo neste período para manter o equilíbrio entre nossas necessidades, como são irresponsáveis a ponto de afirmar que resolverão tudo em 4 anos? Se nos mostrassem (e documentassem em cartório com multa por descumprimento) como pretendem montar o sistema de governo, já estariam dando um primeiro passo para diminuir a desconfiança que cobrem seus nomes manchados.
   Haveria mais seriedade e credibilidade se os candidatos fossem realistas e prometessem reduzir os problemas sociais em 10% no próximo mandato. Ficaria mais fácil de realizar. Não cairiam em chacota. Seria econômico se só desviassem 10% das verbas arrecadadas e aplicassem o restante onde existem necessidades extremas. Seria patriótico se eles amassem o país onde nasceram. Pelo menos dez por cento do que os palhaços amam.

Haroldo P. Barboza – Recreação educativa (5ª. Idade e infantil)
Autor do livro: BRINQUE E CRESÇA FELIZ!
Haroldo
Enviado por Haroldo em 04/12/2007
Código do texto: T764242
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Haroldo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 72 anos
687 textos (25446 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 08:44)
Haroldo