Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FALANDO DE WICCA-Clevane Pessoa

                  As mulheres sofrem de intuição, que maravilha!...Podem até negá-la, desconhecê-la, não prestar atenção nos seus sinais,mas ela é inerente a seu estado feminino, desenvolvida no hemisfério cerebral direito...Por isso, somos tão criativas, festivas, sabemos das acontecências por antecipação, adivinhamos o porvir, somos capazes de predições,naturalmente.
                No entanto, temendo chacotas, descrenças,risadinhas,acabamos por camuflar esse nosso dom intenso,sob muitas camadas das folhas secas do dia-a-dia.
                 À época da Inquisão, a mulher sofreu horrores.Qualquer sinal era um estigma:cabelos ruivos, cor-do-demônio,verrugas, manchinhas...Capacidades culinárias de conhecer mezinhas e curar a dor-de-baixo ventre do bicho –homem, as cólicas das “regras”, a menstruação, conhecendo que somos regradas pelos ciclos lunares, pois a mulher é lunar e o homem solar, ela é de Vênus,diz um , portanto,deve pagar pela sua beleza diferente da masculina...Ele é de Marte,combativo, querelante.Suas qualidades de guerreador tornam-se seus defeitos no recinto do lar.Aliás, na cabeça masculina, lar significa espaço-de posse.De exercício de poder.Ficam furiosos quando a mulher é combativa e com ele esgrima.Pois na Inquisão,resolveu-se que as mulheres ,por dominaram o campo sagrado do desconhecido(curas, partos, benzeção,diluição de quebranto)deviam ser feiticeiras.
                     E foi então que a chamada “Arte Antiga”, ou Religião Antiga”, existente desde o druidismo, quando as mulheres eram sacerdotisas,foi banida.A deusa tríplice, que representava as três fases femininas,passou a ser chamado no masculino.Mas ela era feminina, onipotente,e tinha seuconsorte,o deus cornudo que, por seus chifres, associou-se à representação do demônio.
                    As mulheres sofreram terríveis sevícias, desde a indignidade da sujeira, de viver nas celas imundas convivendo com excrementos e excreções como sangue menstrual, enquanto esperavam a decisão dos inquisidores.Desnudadas,humilhadas,destratadas, queimadas, destroncadas.E, claro, também roubadas.Noutro dia li um processo dessa época, onde as jóias ,roupas, enxoval de uma rica dama portuguesa , eram-lhe confiscados.Havia obviamente, várias intencionalidades nesses julgamentos e as acusações, forjadas, apontavam para crimes como ser cigano, ser judeu,fosse hmoem ou mulher, mas sobretudo, ser capaz de feitiçaria.Essa, era apenas o saber que a mulher acumulara desde os primórdios da Humanidade:coletoras,experimentavam folhas, raízes, flores, apalpavam, maceravam, cheiravam.Lavavam, levavam ao fogo...E passavam sua sabedoria de boca em boca, pela tradição oral.Então, tudo isso lhes foi retirado pelo pavor das torturas.
                    O saber da Medicina foi entregue aos homens, que nada sabiam ainda:barbeiros faziam sangrias(a origem da palavra “barbeiragem”), das quais se morria de hemorragia, fraqueza,sendo plenamente justificados pelos que desconheciam o poder da fitoterapia curativa e reparadora que as mulheres conheciam.A mulher “vale menos que um cachorro”, dizia-se.Na China,como em alguns ooutros países, consideravam-na uma “escrava”, envergonhando a mulher que precisava dar filhos homens ao marido...
                     Séculos de desperdício da intuição maravilhosamente inata, do saber medicinal, educativo, das receitas mágicas das cozinhas.Mulher nem podia amamentar.Negaram-lhe tudo para enfraquecê-la.
                     Mas eis que renasce a Wicca, fazendo atonar a antiga Arte Feminina.Mulheres em todo mundo voltam a centrar poderes, fazer rituais, trocar receitas.A lua continuou no céu, esperando a ebulição da alma feminina, que de repente poderia brotar, com suas capacitações, dons naturais e de direito.
                       Adolescentes querem aprender mais e mais Meninos também,para reverenciar o poder da mulher.Minha HP(home-page) é um sucesso.Diariamente, recebo dezenas de e-mails de todas as partes do Brasil e mesmo do Exterior.Nele, ensino “Farmácia verde”, conto lendas e tradições, explico a Wicca.Wiccanos de todos os lugares unem-se em ravens,grupos de experiências,devolvendo à mulher seus poderes pessoais.
                    A arte de ser mulher, retorna.E a estupenda intuição também retoma seu trono, de onde jamais deveria ter saído...Mulheres, reinstalem-se como poderosas!Empoderem-se!Vocês podem!E os companheiros que as reconhecerem,fazendo parcerias com elas, ,por certos serão fortalecidos com essa conjugação do Bem...
 

                    n:Perguntam sempre se sou Maga, feiticeira.....
                    Se sou uma feiticeira?Ora!Qual mulher não pode ser?Mas, na verdade, sou apenas uma estudiosa e aprendiz de belezas...Voltaremos ao assunto...
 
clevaneplopes@yahoo.com.br
CAMPANHA PELOS DIREITOS AUTORAIS:ENGROSSE ESSE RIO...
CLEVANE
clevane pessoa de araújo lopes
Enviado por clevane pessoa de araújo lopes em 26/03/2005
Reeditado em 30/05/2011
Código do texto: T8100

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autor e o link para o site "www.sitedoautor.net(Clevane pessoa de araújo lopes;(www.clevanepessoa.net/blog.php)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
clevane pessoa de araújo lopes
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
555 textos (176742 leituras)
21 e-livros (13423 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:08)
clevane pessoa de araújo lopes