Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

2 – Cada palavra possui

Cada palavra possui
Uma longa história.
Todas nos dizem: - Eu fui...
Ter-sido que se dilui
Nos meandros da memória.

?

{Mais um "artigo poético" que virei comentar, depois de ver se merece comentários. De mim merecerá, porque o "Quem é... ?" não se esgota em encontrar o nome do poeta, ando a ler e dar a ler uma obra! Na mesma altura em que estou fazendo outra... não há escrita sem leitura! Este deve ser o enunciado dum teorema que merece todo o destaque – Teorema: não há escrita sem leitura! Isto é matemático e comprovado pela mecânica do gesto e tudo o resto... não desenho uma letra se não souber que a desenhei, caso contrário: é um risco...! Leiam o artigo "1-..." se quiserem entrar neste articulado de artigos... ainda no inicio.
Comento já:
Vinda da nascente... (ver 1) a palavra... até à memória e da memória, tudo na palavra é história! E há uma "intenção filosófica" nesta poesia, uma fusão ter-ser a percorrer...}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 09/12/2005
Reeditado em 09/12/2005
Código do texto: T83145
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310470 leituras)
37 áudios (39564 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:57)
Francisco Coimbra