CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

ACIDENTES DE TRÂNSITO NO BRASIL

É preciso dar um basta nessa questão vergonhosa dos acidentes de trânsito no Brasil! Falta no Brasil seriedade na legislação de trânsito; não existe respeito à vida humana!

O aumento do número de veículos nas estradas decorre da melhor distribuição da renda no País, então é natural que as pessoas queiram adquirir o seu automóvel, o que reflete em mais conforto e bem estar.

A boa conservação das estradas, ou mesmo a duplicação das pistas, o pavimento novo e de boa qualidade, são fatores altamente positivos, um ganho para os motoristas e demais usuários das rodovias, um ganho para a economia do País, para a indústria, comércio, exportação e tudo mais.

Porém, não existe fiscalização no trânsito. E a ausência de fiscalização é, sim, um dos motivos que mais contribui para o alto índice de acidentes de trânsito. O Estado tem que se fazer presente nas rodovias, através dos Agentes de Trânsito, de forma visível e continuada, com o propósito principal  de EVITAR que os acidentes aconteçam. A presença ostensiva dos Agentes de trânsito nas rodovias inibiria a prática do excesso de velocidade, do uso de bebida alcoólica, da ultrapassagem proibida, dentre outras.

Existe, ainda, a questão da imprudência. Eu acredito que a impridência advém principalmente da falta de educação, a começar nas famílias, depois nas escolas, e na sociedade em geral. O governo deveria inclusive tornar obrigatória a inclusão da matéria trânsito nas escolas, desde o ensino básico, passando pelo ensino primário, pelo ensino médio, até mesmo nas faculdades. A falta de educação no trânsito no Brasil é algo vergonhoso! E a imprudência é conseqüência da falta de educação, principalmente da falta de educação no trânsito!

Sobre a impunidade: talvez a impunidade seja a maior causa dos acidentes de trânsito no Brasil! O que mais contribui para os acidentes de trânsito, na minha opinião, é a impunidade, até mais do que a própria imprudência e mesmo a falta de educação.

No Brasil, não há uma legislação de trânsito rigorosa, as leis são muito falhas, as penalidades ou as sanções são muito leves, muito aquém do que realmente deveriam ser. A legislação de trânsito deveria ter como principal foco a vida humana! E, como tal, as infrações das leis de trânsito deveriam ser tratadas com bastante severidade, bastante rigor, e não o que se vê atualmente, com multas baratas, descontos para pagamento no prazo, comutação de penas em cesta básica, em serviço social, etc., etc..

Por exemplo, porquê devemos considerar um acidente envolvendo um motorista alcoolizado como um crime culposo? Deveria ser crime doloso! Com intenção de matar mesmo!

Porquê não confiscar a CNH do motorista flagrado bêbado ao volante, independentemente se houve ou não um acidente, se houve ou não vítima? Acrescido de uma suspensão do direito de dirigir por no mínimo 10 anos?

Porquê não tornar o crime de trânsito provocado por bebida alcoólica um crime hediondo, inafiançável?

Porquê não se constroem presídios destinados exclusivamente para os criminosos no trânsito?

Porquê não aplicar, de fato, a pena de restrição da liberdade para o motorista que dirige embriagado? Sem comutação de pena em cesta básica, sem reversão da pena em serviço social?

Com certeza, se aplicássemos essas leis os acidentes de trânsito no Brasil diminuiriam consideravelmente! E não precisaríamos penalizar os caronas ou garupeiros de motocicletas (como se todos os garupeiros fossem potenciais assaltantes), e talvez até mesmo não seria necessária essa lei de proibição de venda de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos ao longo das rodovias. Porque os comerciantes ficaram prejudicados. Os clientes e freqüentadores que não dirigem ou não estão na direção de um veículo ficaram prejudicados. É justo isso? Todos saírem prejudicados pelo erro de alguns?

Portanto, se houvesse mais rigor, se houvesse seriedade mesmo, se a legislação de trânsito fosse mais severa, eu tenho certeza de que muitas vidas seriam poupadas, muitas famílias não estariam vivendo a dor da perda do seu ente querido, e os motoristas não estariam cometendo tantas atrocidades nas estradas, não estariam cometendo tantas irresponsabilidades.


17/2/2008
Washington Berto
Washington Berto
Enviado por Washington Berto em 17/02/2008
Reeditado em 18/02/2008
Código do texto: T863034
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Washington Berto
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 50 anos
44 textos (6919 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/07/14 08:11)