Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CRESCIMENTO DAS CIDADES

       O crescimento desordenado das cidades acentua-se a cada dia e já há muito é necessária uma medida, mesmo que parcial para reordenar tudo. Nos países subdesenvolvidos ou em fase de desenvolvimento o problema torna-se mais acentuado em decorrência de vários fatores:
 O êxodo rural é um deles e faz com que outros surjam, em decorrência deste.
O sertanejo  procura na vida urbana o que no campo lhe falta. O estudo, o emprego e condições de melhoria social.
Ele abandona tudo ou vende por quase nada e muda-se para cidade a procura de uma vida digna. Vai para a cidade sem a mínima possibilidade de conseguir emprego e tampouco um lugar que possa morar com dignidade.
A falta de estudo, de profissão e até mesmo a sua condição doentia, o impede de conseguir o que procura.
Daí surge os problemas nas cidades para onde as massas se deslocam. As favelas são conseqüências da falta de espaços e condições para que o pobre consiga adquirir um lugar  decente para sua moradia.
As cidades exercem forte atração sobre o homem do campo pelos atrativos que ela mostra. É necessária uma ação direta do governo no sentido de firmar o homem no campo. As medidas, no entanto, nunca são satisfatórias.
Os excessos populacionais nas periferias das cidades, na maioria são constituídos por pessoas que vivem em condições sub-humanas, sem a mínima condição de contribuir para com a própria comunidade.
Enquanto aumentam as necessidades, diminuem as oportunidades,  por isso, fica mais difícil   equacionar  os problemas,  onde grande parte da população é marginalizada em decorrência da falta de trabalho.
A mendicância, os crimes, o analfabetismo, as doenças e muitas outras causas surgem pela faltas falta de planejamento.
A solução só aparece, quando os políticos nos palanques falam da somatória de medidas que irão tomar, para resolver em definitivo resolver os graves problemas.
 Após eleitos, tudo é esquecido até um novo dia, quando novamente precisar dos pobres incautos para a sua reeleição.


VEM-14/06/71-VEM


( ESTE ARTIGO FOI ESCRITO NO INÍCIO DA DÉCADA DE SETENTA, SE HOUVE MUDANÇAS  DEPOIS DISSO, CABE A VOCÊ ANALISAR)

       
Vanderleis Maia
Enviado por Vanderleis Maia em 24/03/2008
Reeditado em 27/09/2010
Código do texto: T914329
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vanderleis Maia
Imperatriz - Maranhão - Brasil
1380 textos (105732 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/11/14 23:33)
Vanderleis Maia



Rádio Poética