Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMAZÔNIA! NÃO TE AMAMOS MAIS

          A que ponto chegamos, hein? Tamanha ganância por um lado. Tamanha ignorância de outro lado.
          O desejo pelo ter e pelo poder é tamanho que não se pensou, e pouco se está fazendo pelo futuro de nosso planeta. A natureza não está nem aí com nós. Somos nós que precisamos dela para viver e não ela de nós. Depois de tantos estragos feitos pelo homem, ela apenas está buscando se restaurar, se recuperar e as conseqüências disso são as enchentes, os temporais, terremotos, tsunami etc.
          Diariamente agredimos de muitas formas a natureza jogando os mais diversos tipos de lixo em lugares indevidos. As indústrias, automóveis poluem muito e quase nada é feito. É que tem que alimentar a ganância de algumas pessoas que se dizem “donas do mundo.”
          A Amazônia está morrendo e com ela estamos morrendo junto. As conseqüências estão sendo sentidas, mas muitos não querem nem saber disso, apenas pensam em ganhar dinheiro a todo custo.
          É engraçado o que nossas autoridades fazem. Aqui no Sul do Brasil derrubar uma árvore é crime e se aplicam multas. Na Amazônia se derrubam milhares de milhões de árvores diariamente e será ninguém vê? Não adianta. O dinheiro fala mais alto.
          Já tanto foi destruído e quase nada foi feito. A destruição continua e o governo tem a coragem de dizer que é difícil de controlar.
          O que mais preocupa são as bases que outros países, como os Estados Unidos, estão instalando na Amazônia, para destruí-la ainda mais, e o governo permitir estes atos.
          Quando o governo não quer fazer as coisas ele não faz mesmo. A Amazônia sendo destruída assustadoramente e nada é feito. A seca mata vidas, destrói lugares e famílias e nada é feito. Fazem apenas nas épocas eleitorais. Aí eles lembram de quem passa fome. Que vergonha! Cadê a ética dos políticos?
          Por um lado a produção de grãos é recorde e o PIB aumenta, por outro as filas em hospitais, postos de saúde e cemitérios também aumenta.
          Em vez de preservar vidas, as destruímos.  Perdoe-nos Amazônia, Natureza. Nós não te amamos mais.
          Ainda bem que existem alguns grupos que lutam em defesa da Natureza, mas infelizmente são calados pelo governo. Para isso o governo tem dinheiro e polícia, para o crime nas favelas e na Amazônia não tem. Bela contradição?
          Quando alguns grupos, bem organizados, protestam contra as barbaridades feitas pelo governo, os policiais correm atrás jogando bombas e tiros de borracha. Quando destroem a Amazônia, a polícia será que não vê?
          Será que ainda vamos aprender a valorizar a Natureza e a vida? Quando nos dermos conta disso poderá ser tarde de mais. Aí... aí seja o que tenha que ser. Cairá sobre nós e nossos descendentes a culpa pela falta de responsabilidade.

Hermes José Novakoski
Reeditado em julho de 2008
Hermes José Novakoski
Enviado por Hermes José Novakoski em 11/01/2006
Reeditado em 07/02/2010
Código do texto: T97206
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hermes José Novakoski
Marituba - Pará - Brasil, 35 anos
477 textos (375440 leituras)
1 áudios (83 audições)
2 e-livros (440 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:44)
Hermes José Novakoski