Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
A MINHA VACA PINTADA.
Publicado por: aldemaralves
Data: 19/04/2012
Créditos:
Título: A MINHA VACA PINTADA.
Autor Aldemar Alves de Almeida.
Voz: Aldemar Alves de Almeida.

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

A MINHA VACA PINTADA.

A MINHA VACA PINTADA.


MINHA VACA ERA PINTADA
DE VERMELHO E DE BRANCO
E PARA LHE SER BEM FRANCO
ERA MUITO ADMIRADA.
FICAVA EM PÉ NA ENTRADA
DE UMA ROÇA DE CAPIM
UM IMBUZEIRO, UM JARDIM
O CATAVENTO, A VERTENTE
E SE EU PASSASSE NA FRENTE
ELA SORRIA PRA MIM.

MINHA VAQUINHA ERA ASSIM
LINDA FIGURA ATRAENTE
UM ANIMAL IMPONENTE
LINDA FLOR DO MEU JARDIM.
O CONTRASTE DO CAPIM
COM SUAS MANCHAS BONITAS
FORÇAVA ALGUMAS VISITAS
PERGUNTAREM SE EU VENDIA
E TINHA ATÉ QUEM FAZIA
PROPOSTAS MAIS ESQUISITAS.

EM UM DIA DE TROVÃO
SURGIU DAS BANDAS DO NORTE
UMA VENTANIA FORTE
JOGOU O QUADRO NO CHÃO.
PARTIU O MEU CORAÇÃO
COM A MOLDURA QUEBRADA
FIQUEI SEM AÇÃO PRA NADA
ASSISTINDO ATORDOADO
O VIDRO ESTRAÇALHADO
RASGANDO A VACA PINTADA.



BONITA VACA MALHADA.

Esse é o Título de um lindo cordel em sextilhas
composto por nosso colega Miguel Jacó. Esse
título me inspirou pra fazer A Minha Vaca Pintada.

IMPORTANTE PARTICIPAÇÃO DE MIGUEL JACÓ:

Foi-se o quadro e a moldura
Porem ficaram toda essência
Numa vida um tanto intensa
Nada se acaba por inteiro
As razões perdem primeiro
Sua força mais premente
E os animais indolentes
Passam a ser imaginários
Colocado em um formulário
Vira pintura incandescente

Boa tarde Aldemar, seus versos ficaram primorosos narrando as fadigas causadas pela destruição de um quadro de estimação que por acidente fragmentou-se. Parabéns pelos seus exímios cordéis.MJ.
Para o texto: A MINHA VACA PINTADA. (T2696232)
aldemaralves
Enviado por aldemaralves em 28/12/2010
Reeditado em 28/12/2010
Código do texto: T2696232

Comentários

Sobre o autor
aldemaralves
Garanhuns - Pernambuco - Brasil, 76 anos
448 textos (40981 leituras)
307 áudios (10983 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/14 22:34)
aldemaralves


Rádio Poética