Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
Universos Inocentes - Jacó Filho
Publicado por: JUDD MARRIOTT MENDES
Data: 03/10/2017
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
Poesia do amigo, mestre e poeta Jacó Filho

Universos Inocentes - Jacó Filho
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/6130696

mais textos:
http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=29785

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jacó Filho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

UNIVERSOS INOCENTES &+ interações com a mestra Maria Augusta da Silva Caliari



       UNIVERSOS INOCENTES

Trazemos na centelha emanada,
             De Deus, os poderes latentes,
         Tal uma arvore viva na semente...

Somos o cosmos num ser imortal,
       Em evolução sábia e permanente,
   Com Cristos modelos à nossa frente...

  Andamos muito da jornada evolutiva,

   Usando a inocência por prerrogativa...
 
                Para o texto:
 “Sabemos tão pouco!” (T6124529)
 
.........................................................

      MOTIVAÇÕES MORTAS

                   Mil projetos criados pra nós dois,
         Perdem de repente, qualquer sentido,
Quando percebemos nosso amor perdido...

        Os encontros, que deixados pra depois,
  Davam sinais, que ao serem percebidos,
Ficava claro que o amor tinha morrido...

   E sem motivos pra mantermos os planos,
Concluímos que vivíamos um engano...
 
                    Para o texto:
“Inventando razões!” (T6129363)
 
............................................................

! SAUDADE SEM FIM !

Quando o sono vai embora,
        Lembro tudo de nós dois...
     E a saudade chega depois,
Como por exemplo, agora...

Lembro beijos que negastes,
       Quando estive mais carente.
          Pulo as ações indiferentes,
 E abstenções que obrigastes...

Aquele amor foi tão bonito,
         Que minh'alma ainda adora...
       E a saudade não vai embora,
Pra ver se calo o meu grito...

           (Reedição)
 
              Para o texto:
 “Mais uma vez!” (T6121790)
 
................................................

A quem tem olhos pra ver,
       Deus se mostra iluminado.
      Mas aos demais é negado,
      O dom de o perceber...
 
               Para o texto:
 "Deus se mostra a todos homens!" (T6123577)
 
.......................................................

Ao ouvido confessado,
            O amor que escondias...
          Mas declara em poesias,
Após tê-lo me contado...
 
            Para o texto:
 "Imaginação voa!" (T6122712)
 
....................................................

Foi na dor da tua ausência,
    Que meu amor deu as caras...
Senti a luminescência,
               De felicidades raras...
 
               Para o texto:
 "Casa sombria!" (T6125282)
 
....................................................

Em noites de ventania,
                 Ficava apreensivo...
Nestes momentos vivia,
          O medo mais invasivo...
 
             Para o texto:
 "Vento veio hoje" (T6125221)
 
....................................................

As lembranças iluminam,
                 Nas horas de alegria,
             Os versos duma poesia,
Que a nós dois se destinam...
 
               Para o texto:
 "SAUDADE!" (T6123616)
 
.......................................................

Foi por Deus ter nos unido,
         Que nada mais nos separa.
          Pelo destino foi dito,
              Que o amor nos forjara...
 
               Para o texto:
 "Trova!" "Mil Almas!" (T6123637)
 
.......................................................

Quero te ver em sonhos,
          Aonde o tempo é infindo.
           E tu verás como é lindo,
O amor que te proponho...
 
               Para o texto:
 “Quero te ver!” (T6123642)
De: Maria Augusta da Silva Caliari
.......................................................

Quisera ter descoberto,
         Antes, minha arrogância.
    Teria vivido o certo,
            A começar na infância...
 
              Para o texto:
"Nosso fracasso!" (T6124502)
 
..................................................

Amar alimenta a luz,
    Que põe a alma no trilho.
      É o amor que dá brilho,
E para Deus nos conduz...
 
         Para o texto:
 "Alegria da minha vida!" (T6126482)
 
....................................................

Ninguém perde, se não tem.
                E ciumes não muda isso.
   Se ela quer outro alguém,
                   Melhor mudar o feitiço...
 
               Para o texto:
 "Sentir ciúme!" (T6126502)
 
..................................................

A Asa branca me diz,
     Que a primavera chama,
   Pra ser a primeira dama,
  A sua amada feliz...
 
        Para o texto:
“Tardes de calmaria!” (T6129327)
 
.....................................................

O verão dando sinais,
Ao meu medo de enchentes.
          Começo ficar doente,
Com tantos mananciais...
 
            Para o texto:
 "Relâmpagos e trovões!" (T6129341)
 
.....................................................

A FORÇA DO DESEJO

  O desejo traduzido,
No beijo que me deste,
Fez-me ser atrevido...
 
         Para o texto:
 Um beijo brotou (T6124456)
 
......................................................

A VOZ DAS ESTRELAS

      São lindas como a vida,
    Enfeitando o céu pra nós...
A luz das estrelas é sua voz...
 
      Para o texto:
 "Estrelas!" (T6127432)
 
......................................................

             ALDRAVIAS

Chego
    Ter
        Ciúmes
              Dos
                    Belos
                         Vaga-lumes...
 
             Para o texto:
 "ALDRAVIA!" (T6124477)
 
...........................................................

Quando
    A
        Causa
               É
                  Muito
                       Nobre.
 
               Para o texto:
 "ALDRAVIA!" (T6126460)
 
......................................................
 
Cumpramos
        Nosso
               Destino
                      Providenciemos
                           Nosso
                                Menino...
 
                     Para o texto:
 "ALDRAVIA!" (T6126465)
 
......................................................


     Uma
          referência
                do
                     nosso
                           tempo...
 
            Para o texto:
 "ALDRAVIA!" (T6128151)
 
.......................................................
 
E
    a
        vida
              segue
                    seu
                         destino...
 
             Para o texto:
 "ALDRAVIA!" (T6128155)
 
.....................................................
 
Porque
     Apaguei
          Meu
               Nome
                    Outra
                          Vez...
 
              Para o texto:
 "ALDRAVIA!" (T6128160)
 
....................................................

Planam
     Sobre
          Matas
               Garças
                    Em
                          Cascatas...
 
                Para o texto:
 "ALDRAVIA!" (T6127419)
 
.....................................................

Estrelas
     Dizem
           Quem
                Sou
                    Basta
                         Vê-las...
 
                Para o texto:
 "ALDRAVIA!" (T6128167)
 
...................................................

Calor
    Na
       Voz
           Com
               Amor
                    Após...
 
                  Para o texto:
"ALDRAVIA!" (T6129354)
 
.......................................................

CONSCIÊNCIA PATRIÓTICA


    Quando
      Tivermos
          Consciência

              Do
                 Dever
                  Sagrado
               Pertinente

          O
      Brasil
   Crescerá
Finalmente...
 
            Para o texto:
 "Silêncio agonizante!" (T6126534)

De: Maria Augusta da Silva Caliari
Jacó Filho
Enviado por Jacó Filho em 02/10/2017
Código do texto: T6130696
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
JUDD MARRIOTT MENDES
São Paulo - São Paulo - Brasil
1202 textos (27812 leituras)
362 áudios (5641 audições)
184 e-livros (4735 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/17 23:30)
JUDD MARRIOTT MENDES

Site do Escritor
Rádio Poética