Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Gilberto Oliveira
Caicó - Rio Grande do Norte - Brasil
264 textos (26452 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/06/17 13:08)
Gilberto Oliveira

Textos do autor
Perfil
Recanto das Letras, 19 de setembro de 2016.

Eis meu primeiro ano de Recanto. Quem mesmo Sou!? Que cousa?

Talvez, simplesmente um bicho com coração frágil, ossos, fluídos e neurônios; vindo da quintessência dos três reinos naturais, no mais, um ser como outro qualquer rastejante pé ante pé. Desvia-se da vaidade e da empáfia, crucificado às coisas aleatórias da mãe natureza. Pai, filho, neto... não se anima com a condição de único Bicho com o dom da palavra, da inteligência e da razão; tira o chapéu aos seres irracionais ao Homo Sapiens faz restrições. Em sã consciência, consciente de Si, em Si, para Si. Insigne quando e porque é em Si para Si e para outra coisa qualquer indômita e abstrata. Totalmente ente e ciente que vive à mercê de: intempéries, quedas, bactérias, vírus, insetos, Democratas, Ditadores, Profetas, Piratas, Druidas, Feiticeiros, Doidos, Mágicos, Menestréis, Papas, Xamãs... odes, orações e afins. Inda no âmago do nada, continua rastejante dentro da dita esfera quadrada, contudo, segue sorrateiramente a BR da Vida com a amarga certeza, qualquer dia vai colidir de cara com a "indesejada das gentes." Ecce Homo!!! Com toda sua essência e sua eloquência tocando a lira, versando odes à deriva sobre um simples barquinho de papel chamado Vitae. Ora!!! assim sendo Então... Carpe Diem!

 
Aviso aos leitores!
 
Os textos digitados aqui tem vida inútil de um milésimo de segundo, desde que se evite contato direto com rosas-atômicas, delirium plástico, sol da meia noite, in-ventos alísios, solstícios de inverno e verão, lirium de neon, napalms na mão e tudo que haja o carimbo MADE IN PARNASO
 

Então, faço coro com Winston Churchill: “Nada tenho a oferecer-vos senão sangue, sacrifício, suor e lágrimas”

Todavia, minha sincera gratidão aos que me aturaram até esse momento, meu eterno desejo de fé... paz de espírito... felicidades. Que mais gente se atreva aos meus abismus-poéticos!

Obrigadoooooooooooooooooooooooooooooo de Coraçãooooooooooooooooooooooooooooooo!!!
 



 





 


 


Última atualização em 26/06/17 13:08