Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Carlos Celso CARCEL
Mairinque - São Paulo - Brasil, 74 anos
323 textos (48691 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/07/17 17:59)
Carlos Celso CARCEL

Textos do autor
Perfil
    Sou Carlos Celso Uchôa Cavalcante, nasci no bairro do Socorro na cidade do Jaboatão dos Guararapes, área metropolitana do Recife capital de Pernambuco para onde mudaram-se meus pais e levaram-me consigo ainda muito novinho e lá me registraram com data de nascimento 04 de novembro de 1941. Tive minha vida quase toda no bairro do pina, beira de praia do atlântico; perdi meu pai em 1955, ele aos 59 anos e eu aos 12, quando fui forçado pelas circunstâncias, não obrigado, mas determinado a trabalhar para ajudar minha mãe no sustento da casa; éramos três após a ida do papai; mamãe, minha irmã Cleonice e eu. Mamãe veio a falecer em 1992 com 67 anos. Nunca gostei muito de ler, era preguiçoso, sentia sono e por incrível que possa parecer, sempre gostei de escrever; sempre fui uma pessoa romântica, gostava e gosto ainda das músicas dos anos 60, 70, 80, boleros, samba-canção, guarânia e muitas outras, além do autêntico gênero nordestino, que orgulhosamente sou, tal como o xote, baião e xaxado. Através de leituras e convivência com colegas de escola, logo cedo tomei gosto pela poesia; comecei nos versos quebrados, mas rimados, depois fui me entrosando um pouco mais, talvez por conta da minha época, preferencialmente as poesias rimadas e metrificadas, nada contra as modernas, estou falando do meu gosto. E assim, enfrentando as peripécias da vida, hoje já sou, orgulhosamente, uma bagagem septagenária, e diga-se, um aprendiz de poeta. Sou simples, modesto, tenho meus muitos defeitos, também algumas virtudes; adoro, depois de Deus, a paz.
Isto é um pouco do meu eu; para saber melhor, só me conhecendo.
Participo da CBJE (CÂMARA BRASILEIRA DE JOVENS ESCRITORES) através das ANTOLOGIAS:
BRASILIDADES (Volume 4) estou na página 63
BRASILIDADES (Volume 5) estou na página 38
(POESIA BRASILEIRA DO SÉCULO XXI = VERSOS DO POVO DA GENTE)
 
ANTOLOGIA DE POETAS BRASILEIROS CONTEMPORÂNEOS (Volume 90) estou na página 62
ANTOLOGIA DE POETAS BRASILEIROS CONTEMPORÂNEOS (Volume 91) estou na página 33
 
Tenho dois livros autorais editados:
 
M O M E N T O S – Sonetos e Poemas (https://www.clubedeautores.com.br/book/212294-M-O-M-E-N-T-O-S)
 
ALENA - Conto/Crônicas/Versos
(https://www.clubedeautores.com.br/book/230367=ALENA#.WMVIGG8rLIV)
 
Caminhei por estradas muito extensas
A buscar a real felicidade
Repeti tantos atos de bondade
Liberdades eu tive tão propensas
Os acasos me deram tão imensas
Suas doses de oportunidades.

Cri na Força Divina, sobretudo
Exaltei o poder do Salvador,
Li na Bíblia que Cristo Redentor
Sobre nós derramou seu conteúdo
O poder infinito do amor.

Usufruí da vida as alegrias
Carreguei as tristezas sobre mim
Hoje vejo no passar dos meus dias
O florir de um imenso jardim
A mostrar-se cheio de fantasias.

Caminhando ainda continuo
A procura do que não sei ainda
Vida longa de trajetória infinda
A vagar na imensidão flutuo
Longe d’água, no vendaval, concluo
Coisas belas estou a procurar
As andanças me farão encontrar
Na beleza que tanto procurei
Tudo que até hoje não achei
Em meus dias finais hei de achar.

Poderão também me encontrar em:
http://youtu.be/Mwgpw6ozDHs
Versosdecarcel.blogspot.com

E-MAIL "karluxoa@outlook.com" 


 


Última atualização em 23/07/17 17:59