Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Veríssimo Júnior
São Paulo - São Paulo - Brasil
261 textos (23830 leituras)
158 áudios (12776 audições)
25 e-livros (3968 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 14:43)
Veríssimo Júnior

Textos do autor
Áudios do autor
Perfil
Como é possível o lírio (nascido de família humilde) desabrochar belo, imaculado e puro em plena selva de pedra e veste-se infinitamente melhor que Salomão em toda sua glória.
Como é possível, não sei. Só sei que Veríssimo é real e sua poesia é Veríssimo, bonita, envolvente, fácil e gostosa de ler e ouvir.
Sua poesia tem sonora musicalidade, é embaladora e dançante em seu ritmo, flui de uma forma elegante e desenvolta, possui as mensagens mais emocionantes, poliartistico que vai direto ao coração e pinta as mensagens mais emocionantes, contundentes e comoventes.
Toca profundamente a nossa sensibilidade e a intimidade de nossa alma e nos faz ficar apaixonados por ela.
Como é possível uma semente que estudou a maior parte do seu tempo em escolas públicas e só concluiu o segundo grau desabrochar como árvore frondosa em pleno deserto cultural, no solo mais infértil para a arte, e produzir as mais belas flores e frutos, a mais abençoada sombra e o ar mais puro?
Eu não sei. Só sei que a poesia Veríssimo, contagiada pela vivência teatral do autor, nos coloca diante de um palco onde a fluência, ritmo, a emotividade, a ação e a dramaticidade de uma peça teatral aparecem animando monólogos, diálogos e trialogos “chocantes” e comoventes em que a musa e outros personagens respondem ao poeta nas suas memórias ou em linguagem não verbal. Cenas vivas de teatro, novela e até mesmo cinema são projetadas diante de você.
Como é possível uma gaivota (que cedo teve suas asas quebradas para trabalhar para sustentar mãe e irmãos), aprender a voar tão bonito e tão alto fazer as mais belas acrobacias aéreas em meios às chuvas, nevoeiros e tempestades?
Sinceramente não sei! Só sei que ficamos magoados e ressentidos. Morremos de ciúmes da amada e de inveja do rival, sentimos a pungente, punhalada da traição e os venenos do abandono, indiferença e o desprezo, iramo-nos com a zombaria, manifestamos mentirosas intenções de desforra e vingança, definhamos em saudade sonhamos nostálgicos, regozijamos com os encontros, e as reconciliações, comovemo-nos até o choro convulsivo antes os aromas apresentados que são também nossos aromas.
O trabalho Veríssimo é singelo, despretensioso, composto de poemas que busco por captar a beleza e transmiti-lo na linguagem poética (e teatral) mais do alcance do grande público que mesmo sem estar nos picos da cultura é dotado de grande sensibilidade humana e artístico. Não tem e não pretende atingir os parâmetros aos nossos monstros sagrados da poesia, mas é o trabalho gênio, do talento criativo que consegue com palavras simples, usuais e  populares a incrível façanha de fazer as mais belas construções poéticas. Tenho certeza que você vai gostar.
                  Newton Silva – Psicólogo
    
 

 


Última atualização em 22/08/17 14:43