Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAMSON FLEXOR (1907-1971)

    Estudou na Escola Superior de Belas Artes e na Academia Ramson, em Paris. Especializou-se durante sua formação em pinturas Murais e Pinturas de Arte Sacra. Durante tal formação conviveu com uma elite vanguardista que possiblitou que ele criasse influências sutis e diretas quanto aquilo que queria exteriorizar em seus quadros.
    A partir do ano de 26 participou dos salões de Outono das Tulherias e dos independentes. Em Paris também participou da Criação do Salon Des Surindépendents sendo superviosinado pelo mesmo até 1938.
     Já na Década de 20 individualmente expôs pela Europa, e daí conseguiu aproximar-se de Matisse, Léger e André Lhote.
      Transferiu-se para o Brasil em 1946. Fixou-se em São Paulo, onde em 1952 fundou o atelier Abstração um grande centro para reunir grandes nomes de uma geração vasta, imensa e diretamente em ascensão para a vitrine da vanguarda desta época no meio artístico-plástico, entre eles estavam Noberto Nicola, Wega Neri e Alberto Teixeira.
       Flexor foi o precursor da pintura Abstrata no Brasil dando uma guinada forte, hirta e ousada no âmbito das Belas Artes no período, vale lembrar que a vanguarda internacional após esta inserção olhou mais de perto o que se produzia em nosso país naquilo que tangia uma arte mais geométrica e performática.
       Participou da Bienal de Veneza de 1954 e diversas vezes da Bienal de são Paulo. Só nela expôs 42 obras.
       Em 2003, o Instituto Moreira Salles, no Rio De Janeiro, realizou a mostra Samson Flexor: Modulações.
       Walter Zanini em Livro abaixo referido escreveu a seu respeito: "Por várias fases, Flexor pesquisou a ordenação calculada de formas e cores, com incessante atenção voltada para o movimento atingindo um climax nas telas comportando múltiplos pólos de fuga com espaços quie afloram ou recuam, intitulados "Va Et Vient Diagonal" 1954.
       Mais tarde acercou-se da própria pintura gestual para atingir o desnvolvimento de uma figuração rigorosa e sistemática de sua plástica nos seus trabalhos.
       Realizou também uma bienal no Japão em Tóquio.
       Utilizando no final de sua carreira mais a Pintura a Óleo tornou-se um dos expoentes mais significativas durante a década de 60 até os finais de 70.
        Morreu em 1971 na Cidade de São Paulo.
       
 

Edemilson Reis
Enviado por Edemilson Reis em 03/04/2006
Código do texto: T132875
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edemilson Reis
Vespasiano - Minas Gerais - Brasil, 27 anos
332 textos (127510 leituras)
4 e-livros (593 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:59)
Edemilson Reis