Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEGREDOS DA FELICIDADE- 1. O Corpo




Setembro de 2003.


Quem não quer ser feliz? Quem não procura a felicidade? É claro que todos queremos. Relato agora um pouco sobre a minha busca pessoal pela felicidade, e acredito que com isso possa ajudar de alguma forma a quem a busca também.

1.O CORPO

Quando eu era menina, e estava na pré-adolescência, achava que para ser feliz era preciso ser magra. Todos diziam que eu era “gordinha” porque ainda era menina, que “tomaria corpo de mocinha” com o tempo. O tempo passou. Hoje, com quase 40, continuo, como sempre, “gordinha”. Mas descobri por experiência própria que ser magra não é ser feliz. Recebi muita inveja por parte das magrinhas, que de tudo faziam para ser mais cheias de corpo e não conseguiam. Também, todos os maridos de magrinhas que eu via me cantavam na cara dura... bem eu, que tinha a maior inveja delas serem sequinhas... Não que eu esteja dizendo com isso que todos os homens gostam mesmo é de carne, pois conheci quem realmente gostava das magras, mas foram poucos, verdade seja dita. Aliás, não é bem os quilos que contam para se encantar um homem, pois eu também (acredite) tive minha época de “corpo perfeito”. Sempre carnuda, é verdade, mas muito bem distribuída. Mas na minha cabeça, assim que eu saía da frente do espelho, onde via um “corpo perfeito”, voltava a me sentir a baleia de sempre, o que é claro que me fazia ficar tímida, introvertida, chateada comigo mesma...
Quer saber, na realidade não importa se sou magra ou gorda, sou apenas eu. Uma vez li um livro de Lobsang Rampa, em que ele menino ainda veio para o Ocidente e achou uma revista de nus femininos, e não entendeu a importância daquilo. Ele dizia que entre os monges é ensinado que o corpo é o receptáculo do espírito, e todos são criados por Deus.
A forma é Deus quem decide, mas todos são criados à sua imagem, portanto todos são perfeitos. Eu concordo. Deus fez palmeiras esguias e cactos roliços, arbustos e imensas árvores, e todos têm sua beleza. Imaginem árvores fazendo regimes, arbustos se “bombando”, elefantes controlando a alimentação e tomando remédios, e se malhar desse mesmo resultado, como seriam “definidos” os macacos, hein?
Não, definitivamente não é o formato do corpo que traz a felicidade.

Edilene Barroso
Enviado por Edilene Barroso em 24/08/2006
Código do texto: T223874

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edilene Barroso
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
192 textos (21460 leituras)
12 áudios (4784 audições)
5 e-livros (337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:44)
Edilene Barroso