Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Autobiografia

Em busca de algo.
Não sei exatamente de que.
Talvez de mim mesma...
Com eternos altos e baixos,
lutando contra meus demônios;
ainda sem saber se estou perdendo ou ganhando...

Tenho um lado bom e um lado mau,
igual a todo mundo.
Sou confusa, emotiva, teimoooosa...
Introspectiva e muitas vezes anti-social.
Posso conhecer uma pessoa
e passar por ela sem cumprimentá-la,
simplesmente porque não estou com vontade de conversar.
Às vezes nem sei porquê...
Mas estou tentando mudar isso.

Se desejo algo,
luto e faço o possível e o impossível para conseguir.
Luto até não ter um mínimo de esperança.
E mesmo sem esperança,
às vezes luto.
E se gosto de alguém,
luto mais ainda.
E só desisto quando vejo que realmente perdi.
Não sei se isso é bom ou se é uma estupidez...
Ainda estou tentando descobrir.
Mas gosto da sensação de gostar muito de alguém.
Ainda sinto frio na barriga.
Ainda escrevo cartas que nunca mandarei...

Gosto de tocar as pessoas
como forma de dizer que gosto delas
e acho que elas deviam se tocar mais...
Gosto quando me contam como foi seu dia.
Gosto de fazer parte da vida das pessoas
e gosto que façam parte da minha,
sem que isso nos tire a individualidade.

Sou dispersa.
Não é muita coisa que prende minha atenção.
E são poucas as pessoas que me chamam a atenção.

Tento fazer apenas o que eu quero,
do meu jeito;
mesmo quebrando a cara.
Mesmo sabendo que eu sempre quebro...

Gosto de pedir conselhos em situações específicas
para pessoas específicas;
mesmo que nunca os siga.
Respeito críticas não solicitadas
desde que sejam construtivas.

Defeitos??? Muitos!
Mas os principais são preocupar demais com a opinião alheia
e estar sempre na defensiva (é o que todo mundo diz).
É que às vezes quebramos tanto a cara
que é um instinto natural
criarmos uma carapaça pra nos proteger...

Não me imagino casada, de papel e véu.
Sempre achei que contratos e convenções não garantiam felicidade de ninguém.
E se eu estiver de estar presa à alguém
que seja de livre e espontânea vontade.
Mas em hipótese alguma por conformidade!
Desiludida? Não. De forma nenhuma.
Escaldada talvez...
Cansada? sim...
Às vezes acho que de tudo um pouco.

Falo sobre sexo como a coisa mais natural do mundo,
mas falar de sentimento me deixa extremamente sem jeito.
Principalmente quando se tratam dos meus...

Gosto muito dos meus amigos,
mesmo os que não são tão amigos.
Tem algumas pessoas das quais eu gosto,
e acho que muitas delas nem sabem disso...

No mais, gosto de filmes bobos com finais felizes,
de um bom livro,
de margaridas,
de boa música,
de poesia,
de escrever quando estou triste,
de sonhar acordada,
de não ter horários,
de ter sempre um porque pra tudo (ou quase tudo),
de coca-cola,
de MPB,
de analisar as pessoas e entendê-las,
de ficar meio bêbada
e até de pipoca murcha...
No mais...
só conhecendo pra saber! ;)
namoradinha
Enviado por namoradinha em 27/11/2005
Reeditado em 04/01/2015
Código do texto: T77250
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Deve citar o nome de Aline da Costa França). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
namoradinha
Recife - Pernambuco - Brasil, 36 anos
22 textos (1282 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:00)
namoradinha