Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inocente/Condenado

Cresci em meio a garotos usando drogas, roubando pra sobreviver, tive um pai ladrão, mas mesmo assim aprendi a ser honesto, aprendi a amar os estudo e querer o melhor pra minha mãe, que sempre me educou, com tanto esforço e sofrimento. Hoje depois de ontem minha vida mudou, meu céu tornou-se um mar de sangue e de tormento... Se a vida me permitisse não estaria ali naquele momento... Um homem foi baleado e eu estava no momento na hora... E me confundiram por ser de cor, por ser negro!

Fui escravizado, não me perguntaram nada simplesmente me prenderam, simplesmente me deterão e toda a minha força de nada valia... Fui humilhado chicoteado, a dor era inútil, mas a revolta, nela eu mergulhava. Em um abismo meu corpo se encontrava, sem forças pra me levantar simplesmente réu, condenado ao inferno. Selas... Que em minha vida inteira fugir sendo um ótimo aprendiz, garanto-lhes que não me arrependi, mas o que estou fazendo aqui? Será mesmo que não posso mais ser livre? Será que romperei as barreiras da desonestidade para sonhar novamente com a minha liberdade! Não eu não posso, provaria justamente o que não fui, o que não sou... Mas como em fim serei livre, se a minha liberdade voou e não quer retornar, a mim...
Com minha descendência aprendi a ater orgulho,
 com o amor a vida aprendia ser quem sou...
E infelizmente réu, condenado, sufocado...
Um homem em busca da liberdade!
Por mais que pareça injusto continuar aqui como provarei quem sou,
De onde vim?
pra onde vou?

Sou apenas um condenado inocente!
Taís Fraga
Enviado por Taís Fraga em 25/01/2006
Código do texto: T103783
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Taís Fraga
Salvador - Bahia - Brasil, 29 anos
59 textos (5011 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:02)
Taís Fraga