Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOR

Há dores que machucam tanto, que nada consola.

Não há pranto que alivie, ou dê vazão a angustia.

(Dor de amor? Quem me dera!) Nela há até certa beleza!

É prova de que bem ou mal, tentei ser feliz.

Ainda que machuque, não é nada comparado ao que sinto.

Por isso, às vezes fujo para um mundo cor-de-rosa, onde

todos são felizes, a mágoa não habita, a dor não existe.

Nesse mundo há respeito, e muita solidariedade.

Há carinho, amizade e um afeto sincero.

Relato bobagens, coisas engraçados, meus tempos amenos.

Quando releio, me vejo tão fútil!

Mas juro que prefiro à futilidade a dor que me consome.

"Felizes Os Loucos, Os Tolos E Fúteis, Que Nada Questionam,

Desconhecem A Dor E Nem Lembranças Tem"

Não é bem uma fuga, é mais como uma trégua:

"Minha mente e meu corpo já andam cansados"

Meu coração dói, e mesmo exausta o sono não vem.

Distribuo gentilezas! Sorrio na foto, meu melhor sorriso.

Mas por dentro sangro... E não vêem meu sangrar...

Vêem apenas os sorrisos, imaginam prazeres.

Fazem-me promessas que não me interessam!

Viver a minha dor, é dormir em sobressalto.

É sonhar pesadelos, acordar com o peso de ter que continuar.

Fiquei um pouco por lá, pelo meu mundo cor-de-rosa.

Agora devo voltar! Porque alguém que eu amo muito,

veste lilás, quase negro...

Ele me espera, cansado também, para juntos retornarmos

"Ao labirinto de dor, procurar uma saída...

Gostaria de descansar e fugir dessa dor, mas não posso...

Vou lutar por minha cor, tentar apagar as marcas de sangue

que novamente a mancharam.

Unir nossas dores, quem sabe nos unindo, sejamos mais fortes

Repetirei as mesmas palavras, como canção de ninar:

"Vai ficar tudo bem. Vai ficar tudo bem. Vai ficar tudo bem"

Nos abraçamos, e esse abraço é o retrato da dor...

Nossas lágrimas se misturam, quando choramos abraçados,

tristemente vencidos em mais uma batalha.

Mas a guerra não perdemos, esta apenas principia...

Até quando terei forças, não sei.

Se sairemos vencedores, isso só Deus sabe...

A única certeza é que lutaremos juntos até o fim...




*Aos amigos que fiz só me resta um pedido:

Finjam que não sabem a razão da minha dor!

Comentá-la, só traria ainda mais sofrimento...

Mas por favor, desejem que um dia a dor passe!

Que meu sonho azul retorne "Mais Belo Que Nunca!"

E que dessa vez, nunca mais vá embora...


Carinhosa
Enviado por Carinhosa em 31/01/2006
Reeditado em 30/04/2013
Código do texto: T106506
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carinhosa
Curitiba - Paraná - Brasil
657 textos (164686 leituras)
3 e-livros (397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:43)
Carinhosa