Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CURRICULUM VITAE

Cara Dona Rosa Pena,

Venho por meio desta, encaminhar em anexo, o meu Curriculum Vitae, afim de me candidatar à vaga deixada por Lourdes (aquela tola que não sabe apreciar o mar)
Olha aqui Dona Rosa, eu sei fazer pão-de-ló, mousse de chocolate, torta suíssa, carreteiro de carne moída, que aprendi com Denise, lá em Novo Hamburgo, na localidade de Lomba Grande. Meu pão caseiro também é uma delícia, e meu arroz fica soltinho... Ah! Sei fazer uma torta cremosa de frango que é de comer ajoelhado! Não trabalho nos FINDI, e todas as camisas do vosso marido têm que ir prá lavanderia, porque ninguém é de ferro (entendeu o trocadilho ? – eu sou fera nisso !). Não limpo cinzeiro cheio e só uso um tipo de detergente, que não vou dizer o nome aqui, porque eles não pagam merchandising, nem o meu cachê que é alto prá dedéu!  Eu encaro um tanque cheinho de roupas, mas não adianta me pedir, que eu não passo nenhuma peça,  não senhora!
E tem mais uma coisa: -  quando eu limpo a casa, gosto de ouvir Maria Bethânia no último volume do meu MP3. Só uso pano de pó daqueles amarelinhos que custam os olhos da cara, mas deixam tudo brilhando, a senhora precisa ver! Não posso fazer hora extra porque tenho um compromisso todas as noites com o Recanto das Letras, pois tenho lá alguns amigos que me tiram do prumo com seus belos poemas e suas crônicas fantásticas. Não posso privar da companhia deles por serviço nenhum desse mundo.
Se a senhora for contratar os meus serviços, trate de ir comprando os EPI – Equipamento de Proteção Individual, isto é, luvas, botas de borracha, máscara, óculos escuros e protetor solar. Preciso também de um conjunto de taieur, sapatos e bolsas combinando, que é para eu fazer a feira e o supermercado. Prefiro que deixe as chaves do SEDAN VERMELHO, que é a minha cor preferida para automóvel.
Há cada quinze dias, preciso de um bilhete de ida e volta (pode ser pela GOL) para Curitiba, porque só o Maneco sabe arrumar o meu topete, e, não posso prescindir dele, uma vez que já “faz parte do meu show”, e afinal, ser curitibana implica em ser topetuda.
Por fim e não menos importante, preciso de um plano de saúde que cubra danos no coração, pois estar perto do mar com esses gatões saradões, só com bombinha de oxigênio...
Posso ir até por dois salários, caso a senhora me deixe ver o mar todas as manhãs e à tardinha, eu possa  sorrir ao Cristo Redentor...
 Sem mais para o momento, subscrevo-me
Atenciosamente,
Lili Topetuda


[Tentando alcançar o vôo de Rosa Pena]http://www.recantodasletras.com.br/cronicas/106569


RESPOSTA DA DONA ROSA:
"Prezada candidata.. Podemos negociar sim.A parte da cozinha tá resolvido, mas quero café com lirismo e bolinhos de soneto, tá? E quanto as idas à praia pra ver os saradões vamos juntas ( passo a ter um bom pretexto). A situação ferro é que tá pegando, mas se aceitar vir por um salário, tem um rapaz muito parecido com o Rodrigo Santoro que adora ferro, quer dizer malhar em ferro, mas a gente com jeitinho faz ele inverter, ferro na malha, ou quem sabe com sorte, uma boa ferrada em nós. Sou uma patroa democrática .. Acho que vamos nos acertar, pois também de noite sou chegada a poetar no recanto. Só essa ida a cada 15 dias é que irá acompanhada.To precisando dar uma olhada nos encantos daí, se bobear fico de vez. Um abraço..( apesar de democrática, não vou ficar beijando subalternas.. esse é o paradoxo). Dona Rosa"
Enviado por Rosa Pena em 01/02/2006 08:13
para o texto "CURRICULUM VITAE"
Lili Maia
Enviado por Lili Maia em 01/02/2006
Reeditado em 02/02/2006
Código do texto: T106748

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lili Maia
Curitiba - Paraná - Brasil
484 textos (66674 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:25)
Lili Maia