Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Azul

querida amiga...
A literatura pode ser uma parte boa, até mesmo maravilhosa, da nossa vida. Pelos mesmos motivos, pode ser um Inferno...
A literatura é a leitura do que escreves para ti, podendo ou não dar a ler aos outros. Outras definições haverá, a única válida é aquela que consideras tua!
Sei que não tomas na vida decisões movidas por "literatura", mas deves e podes, tomar decisões movendo-te no sentido da tua Literatura...
É que a Literatura é substantiva e só pode ser Liberdade, a Liberdade de criares o teu Inferno, a Verdade que te conduza ao teu Paraíso.
Escrevo-te como leitor/a, personagem da minha Literatura dizendo apenas que continuarei sempre a ter prazer de ser leitor de quem se faz presente naquilo que escreve.
Sabes, essas pessoas, nós..., somos sempre as mais susceptíveis de ser "agredidas". Sentir o sabor agre da resposta dum ogre...
Só te posso dizer o que faço, dou mais importância a quem estimo e estimo quem me dá importância e por mim mostra estima.
Peço-te, continua a escrever...
 
{Se não vires inconveniente, a azul deixo o que é só nosso, o resto vou transformar em literatura...}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 19/02/2006
Reeditado em 23/02/2006
Código do texto: T113893
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310483 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:50)
Francisco Coimbra