Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OFF - 366

leitor(a) ideal
Nunca me pareceu que escrever fosse difícil depois de se saber escrever, isto sempre me levantou uma questão e põe o problema: porque escrevem os escritores?
As outras pessoas eu percebo, os poetas, lindamente! Os escritores é que é o búsilis, para que é que escrevem? Pelo prazer? À custa desta perda de tempo... Pela alegria? Entregues à fantasia... Pela felicidade? Escrevendo que estão tristes, para dizer estar_em alegres ou assim assim...
A finalidade prática? A finalidade não pode ser a prática... Para ganhar dinheiro? Só ganham dinheiro depois de terem escrito muito e terem muita sorte! Para ficarem com a memória duma história que imaginaram? Quando escrevo imagino tanta coisa que, no fim, nunca penso apenas o que tinha pensado no princípio.
Quanto à ideia da história... SE/'se' escrevem receitas de cozinha, pelo mesmo motivo se pode escrever uma história, como quem procura... guardar uma receita.
O problema só se põe no trabalho que dá, mas "quando se corre por gosto não cansa"... Cá para mim, a Mim concorda, esta é a grande justificação que faz justiça aos escritores!!
Quando estou a escrever isto, depois de ter escrito toda a matéria para o livro, acho que já fui dando a ideia certa ao meu "leitor/a ideal": só escrevo para ter prazer, sobre tudo emotivo, dá-me todos os motivos... para me alimentar e defecar e, em cima, por baixo ou de lado, em pé ou deitado e já tentei a fazer o pino e dentro de água "pinar"!...
Deste modo explico OFF - OFICINA FINAL FINA - onde me dedico a trabalhar os pormenores da escrita ao menor detalhe: o que vai do pesponto aos pontos finais duma costura onde a suprema perfeição é torná-la invisível ou, como será o caso, um processo lento e caprichoso de bordar a forma como se aborda a escrita para nela se entrar a bordo da poesia que existe em todo o acto poético, quero dizer, em todo o acto de amor e entrega, em toda a arte que é Arte.
Esta OFF é tudo menos "off", está como está, estive e esteve, sempre aberta à correspondência com o/a leitor/a ideal: uau!...
Agora que já dei graxa no "leitor/a ideal na pessoa real dos leitores", vou para o leito tentar tirar um bom proveito, a_proveito!...
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 04/03/2006
Reeditado em 04/03/2006
Código do texto: T118605
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310469 leituras)
37 áudios (39564 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:06)
Francisco Coimbra