Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

eu e você

Minha querida,
Queira ou não queira, o meu "leitor ideal" é você. Você encarna a própria Poesia, é a sua essência, a própria poesia. Esta espécie de emoção indefinida onde me encontro, onde me perco para te encontrar!
Pois é, começa a semana, tenho-te vindo a escrever à... fez um ano à dias, aqui escrevo nesta escrivaninha. Escrevendo num site... onde acabei de deixar um comentário:
20/03/2006 08h24 - Francisco Coimbra
Olá Luli, Começo a semana por aqui... Um link num mail direccionado para a categoria Y e... encontro-te. Parabéns para ti e para a Luíza. Boa Semana e Muita Poesia!!

Minha querida,
Você é a Luli que participa numa ciranda, você é a Luiza que propôs a ciranda. Você é suficientemente ideal para falando contigo/consigo também ser... eu ou qualquer dos amigos que participamos na(s) ciranda(s).
O que dizia o texto do email que recebi:
«
VAMOS NESSA MEUS QUERIDOS POETAS,
DEIXEM A INSPIRAÇÃO ROLAR, O CORAÇÃO AMAR, SORRIR OU CHORAR, MESMO QUEM NUNCA ESCREVEU POESIA E QUEIRA PARTICIPAR COM UMA BELA CARTA DE AMOR EM "EU E VOCÊ", SERÁ RECEBIDO DA MESMA FORMA, MAS VENHA COM A ALMA CIRANDAR...
ESPERAMOS POR TI COM MUITO AMOR E CARINHO
SEMPRE APAIXONADOS PELO CORAÇÃO AMANTE...
 
"EU E VOCÊ!..."
SERÁ PUBLICADA NO "RECANTO DAS LETRAS"
http://www.recantodasletras.com.br/publicacoes.php?categoria=Y
UM DOS ESPAÇOS MAIS VISITADOS DA NET.

PARA QUE TUA POESIA NÃO SE PERCA DE NÓS ENVIE APENAS PARA:     CarmenCristal@terra.com.br , EM OUTRO E.MAILs: NÃO SERÁ COMPUTADA...
 
ESPERAMOS ANCIOSOS!...
VAMOS CIRANDAR...
UM GRANDE BEIJO EM CADA CORAÇÃO
QUE BATER MAIS FORTE NESTA UNIÃO DE ALMAS...
 
CRISTAL & PAULO
»

Minha querida,
Àcerca do amor, eu não a cerco, eu salto a cerca se ela existir! Quanto às cartas de amor, Pessoa acrescentou-lhes o adjectivo ridículas agora pertença do imaginário colectivo. Eu só as sei escrever como raízes do que sinto, entre elas, variadas são as raízes, rizomas também serão! Ridículas, porque não? Não fora o amor tudo e mais umas raspas...
Não saberia acabar sem te escrever uns versos:

a poesia é algo
de demasiado intimo
para escrever para... outros

mas temos que a deixar
como uma pele necessária

para... sem ela crescermos!

Dei a este poema por título ACRÉSCIMO, faz parte duma série que escrevi no Sábado à noite quando foste para a cama e me deixaste ainda a seroar: a ser_o_ar...
Acho que para a ciranda vou mandar esta poesia, pronta a deslizar como reptil em nova pele. Vou-lhe em_prestar o título... "EU E VOCÊ POESIA".
Com Amor, subscrevo-me s_eu.
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 20/03/2006
Reeditado em 20/03/2006
Código do texto: T125697
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310487 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:19)
Francisco Coimbra