Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

crítica geral

Irei ver, deixa a tua presença e sempre a tentarei seguir..., visitando. Falas numa "crítica geral"... Gostar de escrever e escrever coisas..., ganhar consciência duma "certa ciência" do que escrevemos... e aperfeiçoar! Toda a Arte é (conhecimento empírico) ciência experimental!!
O importante é a auto-crítica... e ouvir os outros vale como companhia, emoção auxiliar... uso de adjectivos à procura dos que se prestem no momento e sirvam no tempo.
Uso a tua carta para falar de mim e dos meus usos, uso-a para ter a imaginação como "pano de fundo" (o Teatro sempre!) da escrita onde a acção é escrever: isto e tudo isto!!
Depois a imaginação é a acção, a realidade onde nos movemos, o real que nos move... E esta é um "carta aberta"... onde o meu coração agora acompanha um poema:
«
um solo
 
Na calma desta música
imagino um solo
de violino
 
a arrancar o coração
pela garganta
 
metáfora da emoção!...
 
Assim Mesmo
»
O título original «UM VIOLINO (SOLO)» demasiado descritivo e repetitivo do texto, transformou-se (ele mesmo) «um solo»... Só isto: «isto e tudo isto!!»
Recantuais saudações!!!
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 24/03/2006
Reeditado em 24/03/2006
Código do texto: T127907
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310483 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:30)
Francisco Coimbra