Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ele sempre estará aqui



Manhã acinzentada olho pela janela embaçada a sua imagem,
Aos poucos sinto sua presença se irradiando junto a mim,
Num breve compasso pego uma xícara quente de chá preto,
Envaidecido e suspiro o ar que necessito suplico o que será?
Meu amigo que partiu numa Sexta Feira Santa tão triste,
Como chorei me entristeci em por emoções então esquecidas,
Como um acorde da canção que num deixar estar de um retorno,
Não haverá angustias, pois do outro lado em sonhos percebi,
Que é tranqüilo naquelas ruas arborescidas com paralelepípedo,
Num contorno de minha bicicleta percebo que você esta bem,
Apenas sinto seu olhar e um breve sorriso e então volto à vida,
Ao meu mundo e de todos que nele vivem, mas meu nobre amigo,
Não vou mais chorar e sim te glorificar no mais alto pilar,
Das doces e lembranças daquele tempo que não volta mais,
Mas sei em meu interior sempre que precisar você vai me guiar,
Algo bom sempre a por vir e continuarei lutando e buscando,
Incessantemente o que você me ensinou no passar dos anos,
Numa fuga particular sempre ouço aquela canção e lembro de ti,

Edwaldo Mendes Filho
Enviado por Edwaldo Mendes Filho em 24/03/2006
Código do texto: T128033
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edwaldo Mendes Filho
Guarulhos - São Paulo - Brasil
735 textos (31325 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:47)
Edwaldo Mendes Filho