Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REBATENDO A IRONIA DO "BOTO"

Meu caro "Boto",

Você me indagou em sua última carta, de jeito bem irônico, quem vive mais aflito e em constante contradição, entre nós dois. E, mais irônico ainda, sugeriu com bastante desfaçatez, que era “você”, assim mesmo, entre aspas.
Não, com certeza não é você, pois está acima, muito acima das perfeições e imperfeições da natureza humana!
Supera em muito a nós, simples mortais, que vivenciamos os pequenos prazeres que a vida pode nos oferecer bem como os sofrimentos também!
Como ser humano que sou, não me transformo em ostra e deixo de sentir emoções, sejam elas de que quilate forem. Tudo que me vem, é para ser vivenciado em grandes proporções, seja em forma de felicidade ou de sofrimento. Mas vivo! E me emociono sim, afinal, sou pura emoção! Como disse nosso grande poeta Vinicius, “... aquele que não se emociona, que não ama e que não dá a quem pede, o que ele pode dar de amor, de alegria e felicidade a alguém, queima feito uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno. E dentro da sua solidão, semeia pedras do alto de sua fria e desolada torre." Pois bem, de pessoas assim, quero distância, prefiro ser um simples ser humano, sujeito a falhas e erros, amando muito, sofrendo demais, mas me sentindo viva, muito viva e aberta às sensações que o mundo pode me oferecer.
Não quero ser como aquele paciente que foi ao médico na expectativa de viver muitos anos. O médico lhe fez as tradicionais perguntas: - Você fuma?  - Não!  - Você bebe? -Não, nem socialmente. - Você faz muito amor? - Pouco doutor! Preservo-me! - Você ama e sofre por amor? - Não doutor! Prefiro ser sozinho a ter que me preocupar com alguém. Exasperado, o médico então lhe fez a mais crucial pergunta: - Pode me dizer por que você quer viver tantos anos???
Portanto meu caro, quem tem mais sentimentos aqui? Você ou eu? Quem vive com mais intensidade? O "Boto" ou a Baby?
Se por acaso souber responder a isso...
 
Saudações da,
 
Baby

Baby
Enviado por Baby em 04/04/2006
Código do texto: T133398
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Baby
Vitória - Espírito Santo - Brasil
587 textos (21961 leituras)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:30)
Baby