Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A QUEM MUITO AMEI... OU SERÁ QUE AMO...

Haja o que houver, passe o que passar, estou aqui, a esperar por ti , vivendo as mais belas lembranças e ou procurando justificar cada palavra dita e ou acção que pudesse ir contra o amor que sinto... Foste no embalar do vento, a brisa a levar te cada vez para mais longe, como o suave bailar das libélulas, a adentrar pela natureza... Não percebo como pude ficar tanto tempo longe de ti mesmo estando perto, e ou de uma maneira despercebida e inconstante deixado te, partir, e nem consigo entender quando realmente aconteceu... Faz me imensa confusão, penso, analiso, centro me, mas ainda me é difícil enxergar de facto o que aconteceu, perdeu se no espaço, o nosso amor era algo de especial, indelével, por vezes enigmático, o que dava-nos um prazer subjacente, representando de forma crescente e evolutiva a metamorfose de uma lagarta, e transformar em uma linda e esplendida borboleta... Culpados somos todos... Mas a esta distância, que a cada momento é pior... As lembranças... Sei que nossa plantinha morreu por não ter o devido cuidado, mas podia ter me apercebido de que ela estava cada vez mais envergada e sofrer calada em teu leito de morte... Compreendo a cada dia quem foste, és e o que representaste e representas para mim... Pois não há tempo que faça com que o esquecimento possa adentrar pela minha vida e apagar-te.... Apesar de pactuar da contraditória opinião que o retorno é algo submerso na obscuridade, na opacidez, no desconhecido... Actitudes podem ser vistas de forma construtiva e ou destrutivas, mas estas podem surgir, consoante as experiências vivenciadas sucumbindo todas as formas de prazer e ou fazendo com que tudo em nossa vida seja gerido por prioridades e com valores distribuidos de forma concisa....
Simplesmente EU pensando em TI...
Carolzita
Enviado por Carolzita em 07/04/2006
Reeditado em 11/04/2006
Código do texto: T135405

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Caroline Silva). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolzita
Portugal, 42 anos
453 textos (61659 leituras)
5 e-livros (749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:16)
Carolzita