Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTAS QU NÃO MANDEI (3 de 3)

DR.TOLENTINO


               E o tempo passou, desfazendo sonhos, renovando ilusões.
              Vinda do jardim, a fragrância do jasmineiro florido embriaga-me e  faz- me viajar ...
             Toco com carinho nossas fotografias antigas, presas a uma fita já amarelada pelo tempo, em especial a sua, com os cabelos bastos e muito negros, olhos penetrantes, e aquele grande bigode que era seu orgulho...  Vou desfazer-me delas.

            Um pedaço de céu salpicado de estrelas enquadra-se na janela, e eu sozinha fico pensando: como estará hoje:  feliz?...realizado?... mas é claro que sim....

             Quanto a mim, algum tempo após o grande desencanto, menos romântica e mais realista, uni-me a um militar de alta patente, como desejava papai, casamento feliz, mas sem nenhum encanto pelas sutilezas de uma noite de luar, de um verso ao pé do ouvido, de flores em meus aniversários...

             As rugas nem os cabelos brancos me tiraram a alegria de viver.  Leio muito, escrevo algumas tolices, dedico-me ao meu velho piano, rodeio-me dos netos e sou feliz á minha maneira...
 
            Uma estrela cadente desce rápida lá do céu (seria a minha)?Adeus estrelinha...
           
            A lua cheia está lá no alto, levando lembranças minhas para você. Esta é a última carta que lhe escrevo, mas sei que não a mandarei,  são apenas os devaneios de uma velha vovó...


CAROLINA

           (Estas cartas foram encontradas no velho baú da Vovó)
Linandre
Enviado por Linandre em 30/04/2006
Código do texto: T148088
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Linandre
Itabira - Minas Gerais - Brasil
244 textos (18333 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:55)
Linandre