Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FAZ TEMPO QUE NÃO FALO COM VOCÊ

Raquel
Olá, faz tempo que não falo com vc. Espero que esteja tudo bem com vc e sua família.Aqui as coisas se alternam entre a esperança e a descrença e desespero.O tempo está passando e daqui a pouco já é hora de eu renovar minha matrícula .Aquele último e-mail que eu te mandei foi um reflexo de uma noite de profundo desespero.Eu chorei tanto que achei que fosse morrer.Eu estou gostando tanto e cada dia mais da faculdade e do meu curso, que só em pensar em perder tudo isso, eu já sofro, eu me desespero. Hoje não imagino minha vida sem o Jornalismo, que apesar das dificuldades, é definitivamente o que quero fazer.Eu amo minha profissão, está na minha alma e no meu coração. Por isso não posso perder tudo que já conquistei até agora. Sei que vc não me conhece direito e que minha situação é praticamente impossível de ser resolvida, mas eu te imploro: ajude-me, pelo amor de Deus , eu não posso ficar sem estudar! Vc é a única pessoa com quem eu posso contar, se não fosse vc eu já teria enlouquecido diante de tanta pressão.
Sei que não vou decepcionar aqueles que me ajudarem, pois tudo o que eu quero é realizar meu sonho e junto com ele poder ajudar aqueles que amo.
Eu te peço, me ajude.




Osni
Sim, escreva mais, pois você já vai desenvolvendo seu talento ao escrever. Nunca me sinto decepcionado com você. Sua presença em meu cotidiano é muito agradável. ESPERANÇA e DESESPERO, eis aí algo para trabalharmos e bem para nossa auto-estima, para readquirirmos forças para o “amanhã”. Este extremo é realmente o grande desafio em nossa vida, todavia a esperança, conforme diz o povo experiente, vivido e calejado, é a última a morrer. Acredite, pois, nos que adquiriram a sabedoria através da vivência e mantenha a chama da esperança bem viva em seu dia a dia.
Não deixe que o vento negativo apague esta chama, já que ela é muito valiosa para você e para mim que desejo estar a seu lado sempre a ajudando a manter tal chama divina acesa.
Quanto ao desespero não é próprio, não cabe nos sentimentos de todos os que desejam vencer, dos que conhecem onde desejam chegar, seu objetivo maior. E você já definiu este objetivo, portanto nunca mais pense ou escreva tal palavra. Já imaginou você atuando na área de jornalismo carregando sempre este desespero? O jornalista não conhece esta palavra e você conseguirá alçar vôo, mais razão para extinguir de seu dicionário tal expressão e tampouco aceita-la como participe de seu trabalho.
Você Esta enganada quando diz que não a conheço...
Conheço-a mais do que o mais íntimo de meus amigos. Conheço seus sentimentos nobres dos quais não poderá nunca renegar, ao contrário adube-os com a mais linda das palavras que conheço: ESPERANÇA!
Sua situação poderá e será bem resolvida, desde que mantenha calma, tranqüilidade e não pensar no dia de amanhã com negativismo. Saberemos, em tempo hábil, ultrapassar todos os obstáculos. ACREDITE!
Menina, nos que amamos escrever não conhecemos e muito menos sequer sabemos o que é loucura, pois nossa loucura é o que conhecemos como “garra”, persistência ao obtermos resultados, prosseguir, avançar, ultrapassar obstáculos. Sim, obstáculos e não problemas. Fazemos por conhecermos obstáculos com sabedoria e tranqüilidade e desconhecermos problemas. Obstáculos sempre surgem em nossa frente quando vamos caminhar em nossa estrada de nosso viver. São próprios, tais como os deveres de casa. São postos para serem ultrapassados. Em cada obstáculo, encontramos o mais adequado meio de ultrapassá-lo.
Gostei de saber que você nunca... nunca decepcionara os que lhe são caros. Aliás você já esta recebendo de amigos apóio rico em vivência. Não sei como imaginar você, uma pessoa persistente e que sabe fazer acontecer, decepcionar alguém.
FINALMENTE,
Transcrevo o trecho do “Eclesiastes” que li na coluna de Manoel Hygino dos Santos, no jornal HOJE EM DIA, edição19.05.06:
“Para tudo, há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus; tempo para nascer e tempo para morrer; tempo para plantar e tempo para arrancar o que foi plantado; tempo para matar e tempo para curar; tempo para demolir e tempo para construir; tempo para chorar e tempo para rir”.
Lendo hoje o texto escrito pelo jornalista Tião Martins, também do HOJE EM DIA, edição de 20.05.06, cujo título é POR CAUSA DE UM SONHO, mais consciente estou de uma frase que escrevi há algum tempo: “Não procuremos a luz divina ao longe, busquemo-la em nosso interior”. E concluo como o Tião concluiu em seu texto, transcrevendo-o:
“Os antigos rabis, lecionando para os seus discípulos, encerravam esta narrativa com um conselho: há um lugar, sim, onde se pode encontrar um tesouro, que dará sentido à nossa existência, mas nem sempre é preciso peregrinar. Muitas vezes, para preencher o nosso vazio interior, embarcamos no primeiro sonho e viajamos pelo mundo inteiro, à procura desse lugar, que no entanto pode estar bem perto de nós”.
Veja bem, amiga, você encontrou a razão de seu viver. Confie e siga seu caminho, nada existe nesta face da terra para impedir o seu caminhar. ACREDITE!
KARUK
 



Karuk
Enviado por Karuk em 21/05/2006
Código do texto: T159997
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Karuk
São João Del Rei - Minas Gerais - Brasil, 76 anos
300 textos (31527 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:27)
Karuk