Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

  Bolhas de sabão                                  


Minha felicidade era frágil,como bolhas de sabão.

Embora tivesse noção disso apeguei-me a ela, fascinada pelas cores que 
produzia em minha vida. 

O “mundo” podia vir abaixo, mas a esperança 

de felicidade era uma luz no fim do túnel....

Sei que muitas mulheres fazem o mesmo, necessitam do sonho para suportar uma realidade que de poética nada tem.

Mas hoje, nessa fria manhã de inverno, me pergunto o que fazemos com os sonhos desfeitos. Negamos que os vivemos? 

Minimizamos sua importância e seguimos adiante com um sorriso  de “tudo bem”?  Negar à dor a torna menor? 

Dar-lhe uma importância exagerada, é masoquismo?

Eu não sei!!! 

Alguém sabe o que fazer com  os sonhos 

acalentados e desfeitos?

Das minhas bolhas de sabão, só resta à lembrança das cores...

Mais nada.

Talvez seja a hora de enxugar as lágrimas

 e simplesmente recomeçar... 


 
             
Carinhosa
Enviado por Carinhosa em 28/06/2006
Reeditado em 21/04/2013
Código do texto: T183726
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carinhosa
Curitiba - Paraná - Brasil
657 textos (164702 leituras)
3 e-livros (397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:03)
Carinhosa