Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Essa ela não vai ler, mas eu vou escrever

Derepente veio a crise que eu não poderia ter, a voz que eu não deveria soltar, essa hora ser mudo não seria deficiencia, minha vida fez a dor da amada, exaltada pela alegria, o meu nariz sente um faro do desespero, meu nariz esta quebrado, a vida lhe deu um soco, é dificil acreditar que amei, amo, não faço mais questão de explicar, ainda acordo olhando sua foto, veja como nada mudou, assim meu dia se torna feliz, como antes, acho que vai ser sempre assim, não quero que isso mude!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
EU NÃO POSSO DIZER QUE TE AMO AINDA NÉ? PODE DEIXAR, EU NÃO DIZER, MUITO ALTA, BAIXINHO AINDA VOU CANTAROLAR, ASSOBIAR O MOMENTO FELIZ DA MINHA VIDA. QUANDO UM SIMPLES E ESPECIAL SORRISO BASTAVA PARA ME FAZER FELIZ.

narizinho
diego fernandes da silva
Enviado por diego fernandes da silva em 06/07/2006
Reeditado em 04/07/2009
Código do texto: T188957
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
diego fernandes da silva
Mogi das Cruzes - São Paulo - Brasil, 73 anos
35 textos (2615 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:40)