Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO VAI SER NOSSO AMOR?

Escrevi esta carta tomando uma cerveja num barzinho na rua mais movimentada da cidade. Foram vários guardanapos de papel que agora tento traduzir. Nela coloco meu coração e minha vontade de ser feliz a teu lado. Leia todas as vezes que te bater a dúvida, o medo, a desesperança, a incerteza.

Meu amor,
como vai ser nosso tempo daqui para frente? Se eu for embora, deixarei minha esperança de felicidade e não me convencerei jamais de ter tomado a decisão certa. Se ficar, também não sei como vai ser. Você está de tal maneira dentro de minha vida que não desistir desse amor me parece ser a opção correta. Por mais que pense nos contras, nas diferenças, nas dificuldades, ainda assim acho possível. E ainda que veja tua dor, tua indecisão, teus medos, vou me apegar a essa possibilidade. Não quero pensar um dia no que poderíamos ter sido. Não quero abrir mão de você porque acredito no sentimento que nos une.
Mais de uma vez você falou em se afastar. Também já pensei nisso. Em deixar o caminho livre para você recompor tua vida, reencontrar a tranqüilidade perdida que há meses você não tem. Por que as coisas são tão difíceis? Você está dentro de mim de tal maneira que mesmo quando esses pensamentos de te deixar livre surgem, isso me incomoda. Nessas horas, sou egoísta e me proponho a lutar, mesmo sabendo que não tenho a mesmas armas. Me sinto, por vezes, insistindo em algo que está unicamente em tuas mãos, em teu coração. Em uma de nossas conversas recentes te perguntei se seria melhor eu me afastar. E você respondeu que não, se nós não pudéssemos nem ao menos nos falar. Mas como seria isso? Estando juntos, conversando, e deixando o sentimento de lado? Se fosse outra coisa que não amor poderia até funcionar. Mas para mim não é “outra coisa”. Não estou buscando uma boa trepada ou um rosto bonito. Há algo mais e estou querendo aquilo que tivemos durante meses e que não acho que tenha acabado. Não quero que sejamos como Francesca e Robert, um dia parados na chuva, eu indo embora e você sem coragem de abrir a porta da caminhonete. No filme ele diz para ela que essa certeza só acontece uma vez na vida. Talvez em nossas vidas tenha acontecido mais de uma. E agora de novo está me acontecendo: essa certeza de que o que sinto por você é algo mais do que uma paixão passageira. Já não sou criança. E fico pensando que com o passar do tempo esse meu amor não lhe seja suficiente. Mas meu objetivo hoje e daqui para adiante é ser feliz e te fazer feliz. Queria ter essa oportunidade porque me sinto capaz disso. É difícil para mim colocar as coisas sem achar que estou te pressionando. Mas quero que saiba, mais uma vez, que isso para mim não é brincadeira. Você não é um caso, não é um tesão que me enlouquece. Você é isso e muito mais do que isso. Você é a mulher que se aproximou de mim, que faz do sexo algo sublime, dos beijos algo divino, dos olhares algo mágico e da mera presença algo real.
Não sei mais como te fazer acreditar que possa ser feliz a meu lado. Quero ter a chance de que você me conheça por inteiro. Vivemos um sonho quase perfeito. Sei que posso ser teu companheiro, teu amante, teu amigo, teu cúmplice, teu apoio quando precisar, e até tua muleta quando falhar em outras coisas. Por mais que tenhamos diferenças e ainda que a paixão diminua, (não precisa diminuir) nada poderá nos atingir se continuarmos a ser companheiros decididos a ser felizes e levar a felicidade àqueles que estão perto da gente.
Não quero precisar de você nem quero que você precise de mim. Não busco dependência; quero cumplicidade elevada a enésima potência. Não quero arrependimentos, busco certezas. Não quero te dar pesadelos mas sim sonhos livres, leves e que em todos eles você sempre sinta que eu sou seu homem para te amar e respeitar em todos os momentos.
Vou continuar te querendo como sempre te quis. E quero poder resgatar aquele olhar pelo qual me apaixonei. E não me importa teus ups and downs. Quando a depressão bater brava, vou estar a teu lado. E quando a dúvida soprar em teu ouvido vou fazer amor com tanta intensidade para que não restem dúvidas desse nosso sentimento.
lineu de paula
Enviado por lineu de paula em 23/05/2005
Reeditado em 14/06/2005
Código do texto: T19142
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
lineu de paula
Estados Unidos, 62 anos
148 textos (11497 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:00)
lineu de paula