Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para o meu inesquecível amor

Inesquecível amor,

como a música "unforgetable", inesquecível é você, que ficou em meu sangue, misturado com minhas células, penetrou em meu cérebro, fixou-se em minhas retinas, misturou-se ao meu corpo astral, e de lá do mundo das idéias, onde todas as formas têm sua primeira matriz, ainda manda lembranças, tocando a profunda cicatriz de minha alma.

Olá meu amado! Quantas saudades! Quantos desejos ardentes insaciados, indomáveis e presos ao meu corpo terrestre!
Sinto tuas mãos roçando docemente em meus cabelos, ouço tua voz baixinho em meus ouvidos como um simples gemido doce de amor, sinto teu corpo roçando minhas coxas...

Quantas saudades de ser carregada no colo e me entregar inteira ao teu gostoso abraço. Tanto tempo faz... Tantas coisas se passaram... Faz tempo também que não te escrevo.
À noite bem no inicio da madrugada, sinto tua leve presença ao meu lado, como uma brisa rápida entrando pela janela, acariciando minha pele.

Inesquecível, você, teu cheiro, o que vivemos juntos, nosso amor.

Quantas saudades do teu corpo moreno. As mãos carinhosas, acariciando todo o meu corpo, a chuva de beijos apaixonados, o despertar abraçados, o culto ao sol, a contemplação das estrelas, lá do alto de nossa varanda.As festas regadas a vinho, os passeios a cavalo em teu dorso nu, sempre ansiando algo mais. O prazer de viver ao teu lado.

Quantas saudades ...

Amantes da eternidade, não se bastam com simples momentos, não se satisfazem com uma pequena existência. Amantes querem viver, sorver a vida em goles ávidos e deliciosos, andar nas ruas do fogo, pisar nas brasas ardentes, banhar-se nas cascatas cristalinas do amor correspondido, mergulhar no oceano de carinho, passear nas praias dos sonhos devaneios, fantasias, voltar aos jardins perfumados e reviver cada momento, e reviver cada minuto sentido, como se fosse único, mesmo sabendo que o amor não termina, que o amor se prolonga, se estende, se multiplica.

Quantas saudades ...

Por vezes, tive muita paciência, em aguardar teu regresso espontâneo, esperava um telefonema, um fax, o recado de um amigo, mensagens em códigos, flores no trabalho, surpresas simples de amor (jantar a luz de velas).

Quantas saudades ...

Procurei por teu barco no porto, não encontrei. Falei com o marinheiro, ele não sabia de ti.

Aumentaram as saudades ...

Viajei pelo mundo, te procurando. Desci nos arquivos do tempo, mesmo com certo medo, do que iria encontrar (às vezes, nos julgamos preparados, mas não é bem assim).

Encontrei nos registros, situações que já estavam adormecidas no sono longo dos anos da alma, quando ela resolve descansar de tantas desilusões, desencontros, decepções.

Quantas saudades ...

Sonho em sorver tua alma em um beijo longo, abraçar teu corpo luminoso, me agarrar a tua mente, as tuas idéias, compartilhar de teus sonhos, tua presença, sorrir e chorar ao teu lado, brincar e dançar contigo na luz do luar, nas praias do sonho, me embriagar de vinho e ser carregada por teus fortes braços.

Tanto tempo, quantas saudades ...

Não gosto de visitas a jardins publicos, onde morrem tantas flores, onde ouve-se tantos tormentos, lamentos de almas sofridas. Quero viajar contigo no vento, soltos, leves, como só fazem os anjos.

Ah inesquecível amor! O relógio com suas horas teima em passar bem devagar. Nas madrugadas, sinto sua chegada rápida. No por do sol, lembro-me do culto que praticávamos.
Você era meu deus, meu consorte, pisando os campos da terra, a natureza, com seus mistérios. Éramos sacerdotes do amor.

Amor, desejo de minha alma, no mundo das idéias, tudo se compõe. Como gostaria de ultrapassar o cristal do mundo astral e te encontrar, te abraçar e te beijar.

Inesquecível amor. A chama de quem ama, está sempre acesa, aguardando a chegada do amado.

Te amo com a profundidade de minha alma, a saudade de meu presente, e a certeza consciente, de um dia te reencontrar. Inesquecícel amor.

Aradia Rhianon
Aradia Rhianon
Enviado por Aradia Rhianon em 19/07/2006
Reeditado em 05/03/2015
Código do texto: T197470
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aradia Rhianon
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1208 textos (87707 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:27)