Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTA I

Querida Catherine,

Sinto por ter demorado tanto a escrever
É como se estivesse perdido
Sem rumo, sem bússola
Vivo colidindo com as coisas
Um pouco maluco, eu acho
Nunca estive perdido antes
Você era meu norte
Sempre soube o caminho de casa
Quando você era minha casa
Me perdoe por ter ficado tão nervoso quando você partiu
Eu ainda acho que cometemos alguns erros
E espero que Deus os repare
Mas estou melhor, o trabalho me ajuda
Acima de tudo você me ajuda
Você me apareceu em sonho ontem
Com aquele sorriso que me prendia como um amante
E me embalava como criança
Tudo que me lembro do sonho
É uma sensação de paz
Acordei com uma essa sensação
E tentei mantê-la enquanto foi possível
Estou escrevendo para dizer
Que estou viajando rumo a esta paz
E para dizer que sinto por muitas coisas
Sinto não ter cuidado melhor de você
Para que não tivesse um só minuto de frio, medo ou doença
Sinto não ter achado palavras para expressar o que sentia
Sinto não ter consertado a porta de tela
Consertei agora
Sinto ter brigado com você
Sinto por não ter pedido mais desculpas
Eu era muito orgulhoso
Sinto não ter feito mais elogios a tudo que você vestia
E ao modo como arrumava o cabelo
Sinto não tê-la abraçado tanto
Que nem Deus poderia tira-la
Com todo amor...
Garret

Do filme: Uma Carta de Amor
Martins Filho
Enviado por Martins Filho em 27/05/2005
Código do texto: T20087
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Martins Filho
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 38 anos
52 textos (5954 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:35)
Martins Filho