Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTÚPIDA REALIDADE

Vamos filosofar?

· “Realidade estúpida”
· “Escadas da vida”
· “Vira-latas”

Para dirimir as dúvidas, vamos iniciar pela bela e enigmática palavra, “desgoste”.
Jamais desgostarei de alguém, porque só tenho o direito de desgostar de mim mesmo.
Sabe querida, você é minha companheira de jornada espiritual, e nessa condição, somos almas simpatizantes que nunca se chatearão.
Ser “vira-latas”, é não ser compreendido por uma grande maioria de pessoas;
Ser “vira-latas”, é ser visto pelos materialistas como um atoa;
Ser “vira-latas”, para eles é uma estupidez.
Ser “vira-latas”, para mim é viver mais perto da outra realidade.
É estar mais próximo das coisas simples,
É enxergar a realidade relativa com menos realidade.
É dizer: Se for para viver assim, que assim seja;
É transportar a carga com o máximo de dignidade;
É tentar ficar o mais leve possível nesse nosso mundo denso,
É entender que esse nosso mundo é uma “escada”.
E que quando nascemos, a nossa “escada” é horizontal,
E que após homéricos tombos nos inclinamos e
Continuamos pela mesma “escada” buscando a verticalidade
Que nos conduzirá ao além, por meio da “Escada de Jacó” (bíblico),
E que esta “escada” nada mais é que os nove graus da consciência do Ser.
MINHA QUERIDA,
Admiro a sua capacidade intelectual e de superação.
Vejo perfeitamente quem és e como age com as “coisas” em geral.
Com firmeza de propósitos, com dignidade, amor e carinho.
É uma pessoa centrada e correta dentro dos preceitos sociais,
Só que...
De repente parece não entender que a nossa realidade não é essa norma convencional;
Essa norma é coisa dos homens, e eles só vivem a nos cobrar.
É Juiz, Delegado, Síndico, esposos(a), filhos, cachorros, e tantos outros...
Então digo....
Chega uma hora que temos que parar na esquina,
Por as mãos na cintura e gritar... Eiiii!
O meu compromisso é comigo mesmo(a).
O meu acordo foi firmado no astral e não aqui com os “homens”....
Então me deixem em paz!
Bastaaaaaaaa!
MINHA QUERIDA,
Nessa nossa jornada, é comum o retrocesso por causa desses “juízes”...
E estamos sempre despencando “degrau” abaixo para subirmos com mais convicção.
Caímos e caímos mesmo porque somos pequeninos, e nessa condição não entendemos os tombos.
Quando bebês partíamos em desabalada carreira rumo à evolução, e de repente éramos resgatados pelas nossas mães, num tremendo tranco.
Sem entender exercitávamos o verdadeiro ato humano (desespero).
AI, EU PERGUNTO, MINHA QUERIDA...
É ou não é uma estupidez maravilhosa a nossa vida?
É uma maravilha, porque é a nossa realidade.
E por ser a realidade relativa é uma estupidez.
Vivemos coisas que não vivemos;
Tentamos ser coisas que não somos;
Reclamamos por fazer coisa que tinha que ser feita;
Reclamamos por não fazer coisa que era para ser feita;
Reclamamos por não entender coisa que não era para ser entendida, e quando a entendemos, não sabemos o que fazer com a informação.
Achamos que somos e na realidade só estamos!
Escondemo-nos atrás de uma plástica para enganar Tanatos (emissário da Morte)...;
Depois não queremos que a vida doa!
MINHA QUERIDA,
A ilusão me esconde de mim mesmo,
Ai dói,
Ai a dor me faz chorar!
Então começo a entender que
A realidade relativa é estúpida,
Ela nos cega e nos atrasa,
Disfarça-se de ilusão,
Apresenta-se como velha e linda companheira colorida.
E quando a outra realidade bate, tudo se despenca.
Então dói, e é uma dor imensa, insuportável, aterrorizante;
Nesse instante, a saudade bate.
Desesperados gritamos pelo “Pai”.
Que impassível em seu “pedestal”, não nos ouve.
Não se move!
Ai, buscamos respostas aonde não tem.
Em lugar errado.
Ao invés de irmos à Lei de Deus
Vamos direto a Ele, o que está incorreto!
MINHA QUERIDA,
Quando sinto necessidade de “matar alguém”,
Tenho que buscar sabedoria no Código Penal (art. 121) e,
Não no autor da lei que nem nesse plano está mais.
É por isso que digo que a realidade é estúpida...
Estamos presos numa masmorra de carne
Sem saber por quanto tempo e qual foi a pena (pecado...)!
RAYSAN DE SOUZA
Enviado por RAYSAN DE SOUZA em 28/07/2006
Reeditado em 02/06/2013
Código do texto: T204067
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RAYSAN DE SOUZA
São Paulo - São Paulo - Brasil
235 textos (45009 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:21)
RAYSAN DE SOUZA