Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAI...

Oi!
Preciso te falar o que eu estou pensando.Talvez envergonhado esteja agora, mas já é chegada a hora.
Preciso te contar o quanto te observo. Os teus passos, teus momentos, teus erros também.
Aquele dia triste com lágrimas nos olhos, eu te vi. Semblante de um homem preocupado. Mas não deixou a minha inocência perceber, tantos compromissos em sua vida.
Vejo-te tantas vezes sorrindo e brincando que nem dá para imaginar que sofre por dentro só para não me magoar.
E quantas dessas vezes eu nem percebi que já poderia te ajudar.
Você é marca dos meus dias, do meu crescimento.
Você me traz força e muito alento.
Sou criança, talvez jovem, pensando ter crescido. Dependente da tua experiência, mesmo homem, já resolvido.
Quero te dizer que hoje, sou vítima dos teus conselhos e sou cria da tua própria vida.
Primeiro da fila de um cinema em que o filme mostra um sonhador.
Para ver a ti meu Pai.
Eterno herói e grande ator.
 
O Guardião
Enviado por O Guardião em 02/08/2006
Código do texto: T207390
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34437 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:53)
O Guardião

Site do Escritor