Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARLINDO TERRA.

Transfigurado em poeta
e é a arte tendo a meta
de ser apenas, profgirafaleo,
sei que sou falho.

Fica assim o pobre mortal,
vítima anônima do Homem-animal.
Fazendo poesias, e mais poesias.
Tudo com muita alegria.

Trouxe-lhe estas flores...
Para vocês, meus amores,
Rosana, Vitória a mãe e filha.
Sou, Arlindo Terra, é verdade.

Sou apenas escritor
que faz de coração e amor
poesias como professor
e desse mundo de dor.

Dona Florinda, Chaves,
Prof. Girafaleo.  Como ave
que faz seu ninho,
eu, nesse recanto... Faço poesias.

Membro da CERES
Colaborador dos sites: www.mundocultural.com.br
www.celeirodeescritores.org
meu próprio: www.profgirafaleo.recantodasletras.com.br
Arlindo
Enviado por Arlindo em 08/08/2006
Reeditado em 08/08/2006
Código do texto: T211649

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arlindo
Itapetininga - São Paulo - Brasil, 55 anos
42 textos (1949 leituras)
1 e-livros (48 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:38)