Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


        Meu Rei,

       Onde está você que não escuta meu lamento? Que fiz para merecer este silêncio que fere minh'alma e sangra meu coração? Volta pra mim amor, vem matar esse desejo que me consome, essa saudade que se instalou no meu peito... Por que devemos viver por conta desta maldita casualidade? Por quê? 
       Meus pensamentos te buscam através do espaço, te procuram nas noites escuras, na fria madrugada ou num radiante dia de sol... Relembro nossos momentos de cumplicidade, as emoções esparramadas, a volúpia que nos envolve cada vez que nos encontramos.
       Amor, volta para meus braços, estou te chamando, meu corpo reclama tua ausência...Vem!! Sou louca por você, te quero como sempre quis, e você sabe disso. 
       Até quando deverei suportar esta separação? Sinto-me tão só...          
       Até quando estaremos por conta desta insondável casualidade que só faz aumentar a saudade nas minhas noites insones e, ao murmurar teu nome, lágrimas de tristeza deslizam pela minha face... Tua ausência, minha saudade, nosso amor... 

       Meu amor! Mais um dia sem você, mais uma vez fui vencida pela dor que me causa teu silêncio... 

       Só me resta agora esperar por essa maldita casualidade!!!

Enviado por Sô em 27/08/2006
Código do texto: T226567

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Arapongas - Paraná - Brasil
56 textos (14772 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 03:01)