Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E.mail para o ACAS ou Carta aos Acasenses



-----Mensagem original-----
De: Meg Klopper [mailto:acklopper@globo.com]
Enviada em: terça-feira, 29 de agosto de 2006 23:37
Para: antonioaffonso@pmnt1.com.br
Assunto: Agradecimento



Olá, Acas,

Muito obrigada por sua visita à minha página. Eu realmente já me considerei Espírita, mas o tempo modificou meu pensar e hoje me considero Espiritualista.

Creio numa vida pós-morte e, acima de tudo, na modificação íntima que necessitamos fazer para conseguirmos galgar mais um degrau ou degraus em nossa escala evolutiva.

Hoje, na qualidade de Espiritualista, faço um MIX de várias religiões sem seguir rigorosamente cada uma, porém, respeitando todas e aproveitando ao máximo vários conceitos.

Me encontro inserida em cada religião de maneira diferente, mas elas me orientam para um único Deus, pleno de sabedoria e bondade.

Quando conheci o Chico Xavier fiquei super entusiasmada com o feito de minha visita à Uberaba e devorei dezenas de livros em curto espaço de tempo. Eu, antes de conhecer o Chico, vivia envolvida em diversos grupos de discussões espíritas, via NET, mas vi que nada disso seria possível sem que antes eu entendesse, sem muita crítica, o pensamento diferente do meu e, ao mesmo tempo, me permiti navegar por outras águas, aproveitando para valorizar mais o ser humano e muito mais ainda nosso Deus.

Em Uberaba tive a oportunidade de ver várias coisas e saber de outras tantas. Portanto, ao conversar com o filho do Chico, mesmo sem saber quem ele era, soube que uma freira foi até o Grupo Espírita da Prece - Casa da Paz (O Centro Espírita fundado por Chico Xavier) e disse a todos que queria conhecer um santo em vida e por isso buscava conhecer o CHICO.

Ao saber que a freira chamava-0 de Santo ele prontamente disse:"Santo é todo aquele que sofre em nome de Deus e eu não posso ser um santo porque nunca sofri em nome de Deus. Sou apenas um instrumento dos espíritos que me acompanham e só tenho a agradecer por isso, pois é uma dádiva que me foi concedida por DEUS. Amar o próximo, fazer caridade, entender e compreender pessoas é obrigação de todos nós. Para Deus não existem Pátrias nem religiões, mas sim um coração pronto para amar a todos, de maneira incondicional, em seu nome".

Então é isso, meu querido escritor...É uma pena que tenho tido muito pouco tempo e, infelizmente, tenho aparecido apenas para agradecer quem me lê. Não me perdôo por isso, até porque, sem querer lhe jogar confetes, sua poesia e sua pessoa me encantam profundamente, já que primo por pessoas simples, de gestos simples, mas sábias em sua essência. Assim é você, querido escritor, ou seja, simples e muito sábio. Para termos certeza disso, basta lermos seu textos.

Então, mais uma vez, obrigada por tudo e saiba que continuo fazendo minhas reuniões espíritas, continuo prestando auxílio mediúnico (sou médium) a quem necessita, mas sou movida pelo coração e pela vontade apenas. Mas o CHICO, em minha opinião, foi uma das melhores pessoas que o mundo teve a oportunidade de conhecer. Acho que Deus estava super inspirado na década de"10", pois enviou-nos CHICO e a Madre Tereza de Calcutá etc.

Madre Teresa de Calcutá, cujo nome verdadeiro é Agnes Gonxha Bojaxhiu, nasceu em 27 de agosto de 1910, na cidade de Skopie, capital da Macedônia. Chico Xavier nasceu em Pedro Leopoldo/MG, no dia 02/04/1910.

O engraçado de tudo isso é que os dois concorreram ao prêmio Nobel da Paz. A Madre Tereza ganhou o prêmio em 1978 . O Chico concorreu em 1981, mas perdeu o Nobel. De qualquer forma, o mundo teve a oportunidade de conhecê-lo mais de perto.

Quando perguntaram o que o Chico achou do prêmio Nobel da Paz ele disse: - Eu não ganhei o prêmio da paz, mas fiquei com a paz do prêmio.

Amigo Acas, abraços e muita paz. (Desculpe por ter escrito tanto, mas eu sou do tipo que adora um "causo").


Beijos poéticos
MEG



(Em atendimento a uma simpática sugestão do ACAS, conforme podem verificar a seguir, estou publicando o e.mail enviado ao mesmo).

Querida, 

coloque este texto seu na sua página do Recanto, está muito bom.
Dê um título; como o fazia o apóstolo Paulo => Carta aos Acasenses...RSRSRS..
ACAS






MEG KLOPPER
Enviado por MEG KLOPPER em 31/08/2006
Reeditado em 31/08/2006
Código do texto: T229836

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Enviando um e. mail solicitando autorização.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
MEG KLOPPER
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
311 textos (916989 leituras)
38 áudios (68633 audições)
3 e-livros (3129 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:33)
MEG KLOPPER

Site do Escritor