Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Epitáfio de um amor

Eu quero que você saiba , que foi a pessoa que mais amei na vida.
Enquanto corro para os lados procurando uma saída, eu sempre soube que tu foste minha sorte.
Tudo bem, que sorte é um fator traiçoeiro. Um dia ela pode estar comigo, outro dia com outra pessoa. Acho que é por isso que fui deixada.Por isso que você me deixou.
Talvez , minha sorte tenha sido cedida à outra pessoa que seja mais merecedora que eu.
 Confesso: ainda estou engolindo o súbito ADEUS que você balbuciou. Sua palavras entraram e feriram como faca dentro de mim dando ênfase ao que eu sempre suspeitei que poderia acontecer.
O problema é que mesmo sabendo dos meus riscos, pelo amor que eu sentia, fui capaz de me anular, me deixar de lado, para te dar a força necessária ao levantar vôo.Eu assumi que se essa história acabasse mal, a culpa cairia sobre mim.
A única coisa que ambos não podemos negar é que, EU arranquei as minhas asas e as costurei em você para que pudesse voar, eu trouxe nuvens, estrelas, rasguei o céu, queimei o paraíso,  te dei ventos para que você pudesse pairar nos ares e ir de encontro ao Sol.
O que ganhei em troca? Eu te digo e agradeço, ganhei duas coisas: saber amar e experiência.
A vida é uma experiência que talvez você não esteja nem provando o que eu estou, mas isso um dia o SABER AMAR te ensinará.
Você foi a coisa que mais amei, amo e vou amar para todo o sempre. Posso não mais te querer, mas ainda te amo. Acho que realmente o que foi feito para ser nosso não cabe apenas à questão de sorte, nem de dedicação, mas sim, de reciprocidade.
Eu vou deixar que partas sem a certeza de vais voltar.Mas confesso suspirando que sempre, e mesmo com tudo, vou estar aqui.
Você age como se eu nunca tivesse te dado amor, quando eu te dei tudo de mim.
Se foi pouco, foi o meu máximo.Se não foi nada, era tudo.É uma pena que alguns seres não foram criados para se atrair.


Eu te amo muito e essa é uma teoria universal ainda não expandida.
Milla Filth
Enviado por Milla Filth em 05/09/2006
Reeditado em 05/09/2006
Código do texto: T233595
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Milla Filth
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
12 textos (1829 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:49)
Milla Filth