Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta nº 01

Caruaru, 10 de setembro de 2006.

Prof. Pece, saudações!

Aqui é do interior de Pernambuco, um dos grandes estados do nordeste do Brasil, lugar de litoral quente, artezanato do primeira e comida sem igual. Hoje é domingo, começou chovendo, agora veio o sol, típico de agosto/setembro este vai e vem de sol e chuva. Perigo ficar encharcado, tudo bem eu não saí de casa. Olhando assim está tudo normal; lá fora a cadela persegue o rabo ou é o rabo que a insulta? Questões delicadas da vida animal não são o meu forte. Ah, o que faço? Fico aqui sentada nesta máquina de fazer tudo e nada, meu filho pequeno diz que eu estou brincando, é verdade, ele tem razão. As coisas mais agradáveis da minha vida saíram sem querer, sem peso ou pressão. E você? A saúde, a  família e os acessórios. Fale sobre o que quiser e se ficar mudo eu vou entender, foi o selo que aumentou de preço. Pensando bem manda pelo vento, aqui tem uma ventania danada, outro dia abriu minha porta e me levou. Por sorte eu sabia o caminho de volta; manda por ele que chega. Não espero só novidades, notícia velha também serve, só não me conte coisa ruim ou história de assombração. É tenho medo. Uma sensação estranha: invasão de monstros e fantamas aqui pelo vidro quebrado da janela. Mudando de assunto ganhei uma palma de bananas, tão doces e maduras, quase comi todas de uma vez, deixei algumas caso receba visitas. Estão acabando minhas letras - sim as que vivem dentro da minha cabeça, vou terminar, desejo que esta te encontre bem, grande abraço. C.
CrisLima
Enviado por CrisLima em 10/09/2006
Código do texto: T236974
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
CrisLima
Caruaru - Pernambuco - Brasil, 44 anos
156 textos (7832 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:27)
CrisLima