Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta a quem me conhece ( pessoalmente ou não )

Carta a todos
(Familia,amigos,menos amigos e conhecidos, sejam conhecimentos reais ou virtuais.)



Se um dia ouvires falar de mim com tristeza ou saudade ,diz-lhes que não se entristeçam com minha ausência física , pois minha passagem por suas vidas foi 'breve' para alguns , para outros nem tanto ,mas deixei-lhes de certeza algo de mim em algum momento de nosso encontro ;uma palavra, um carinho, um sorriso....
Se pelo contrário ouvires falar de mim com maldade , e sem saudade, diz-lhes também que se algo fiz que os magoou ou ofendeu peço perdão , pois errar é humano e eu não sou nem nunca fui perfeita , nem tive alguma vez pretensão de o ser. Sempre agi de certeza com a melhor das intenções , mas sei que nem todos podemos pensar e sentir da mesma maneira.
Vivi o amor com intensidade , ( embora nem sempre em comunhão com a felicidade !) , com sofreguidão bebi o soro da paixão ,como poucas amei (não sei se de igual modo fui amada), mas sempre me entreguei de corpo e alma a quem amei.
Fui amiga de meus amigos ( e até dos menos amigos!) , dei a todos o que achei ser o melhor de mim , talvez tenham achado pouco , mas  foi de coração .
Fui por vezes muito feliz , noutros momentos nem tanto, mas  não poderei culpar ninguém por minhas desventuras ,e se por acaso tiverem de existir 'culpados', apenas uma pessoa poderia ter sido...eu mesma ..por ter sido sempre tão passiva , e nunca a ninguém querer magoar (doce ilusão, pois imaginava que agia da melhor forma , mas acabava por vezes a ser incompreendida ou rotulada de cobarde!),
Enfim , senti a minha vida com intensidade , ardor , dor e muito amor.
 
 
PS: Um dia li algo sobre o meu signo (balança), que embora dando pouca importância ao que falam sobre signos, chamou minha atenção , pois achei-me de certa forma retratada naquelas palavras , que diziam assim:

      “Sempre que alguém os está a pisar furiosamente e com botas cardadas, ainda conseguem responder :
- Cuidado que me está a magoar. “

Esta frase diz muito de mim!


 
" Escrevo a todas as pessoas que directa ou indirectamente cruzaram a minha vida , e com as quais de certeza algo aprendi ,tenha sido de bom ou menos bom.
Obrigada a todos...por tudo."


 
Fátima Rodrigues

 
Fatima Rodrigues
Enviado por Fatima Rodrigues em 16/09/2006
Reeditado em 13/09/2007
Código do texto: T241820

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fatima Rodrigues
Portugal, 56 anos
459 textos (21068 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:09)
Fatima Rodrigues