Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Outro Lado da História

O Outro Lado da História
(....) 23/11/2005

Tentei correr e não consegui, tentei chorar e as lágrimas ao caírem me fizeram esquecer você, totalmente ilusionado mas ao meu ser serviu. Com grande dor no peito e um grito preso na garganta, as palavras falaram para você ir embora, só nas palavras, pois meu espirito te acorrentava em mim.
Essa prisão solitária sempre foi minha melhor morada e meu carma é me rastejar sob o veneno entorpecente da fraqueza, meus punhos estão selados pela falta de força. Desisti à muito tempo de lutar e só fui perceber agora, deixo o inferno me levar. Vou injetar ilusões de alegrias em minhas veias para sentir algo, pois é como se estivesse morta.
Na agônia de continuar, o egoismo é dado como alivio para respirar. Se falar o que realmente quero e sinto, nunca vou deixar ninguém em paz, a paz que merecem os infelizes que passaram ou estão neste meu caminho tortuoso. Não é necessário que está doença que me ataca, atinja os prómixos compartilhadores dos segredos desta imunda alma que me habita e lhe escreve neste momento.
Estou recuando mais uma vez, o porém é que agora há um objetivo, não ser tema da pertubação de ninguém. Você nunca vai escutar o sopro do último folêgo que queria te revelar, nem ver o olhar trêmulo e suplicante que saem espontâneamente ao querer muito algo, e de meus labios, o beijo repreendido pela razão.
Minhas mãos queimam em lhe escrever palavras macias e doces, mas então que minha ...., esmorece nas lembranças de tuas palavras sofridas sobre mim, sempre que imagino o mau que lhe fiz, tenho vontade de abrir o chão e entrar dentro.
Não posso oferecer o que quer, nem à ninguém, precisava me desabafar um pouco, e me expresso melhor escrevendo do que falando, se tiver lido obrigado. Me perdoe, me perdoe por tudo e fique ciente de uma coisa, você é e sempre vai ser muito importante pra mim.


23/07/06 - Dom - 23:00pm
O conteúdo desta carta não foi escrito por mim. Mas resolvi publica-la sem nenhuma alteração em seu conteúdo porque essa carta mexeu com meu interior e todos meus sentimentos na epoca em que eu recebi. Mas por questão de respeito preferi não revelar o verdadeiro autor.
Cynno
Enviado por Cynno em 18/09/2006
Código do texto: T242925
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ACynno DK). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cynno
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
60 textos (2979 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:40)
Cynno