Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

desabafo de um Zé Ninguém

chega!
chega!
já não suporto mais esta frustrante ”coisa” à qual chamam vida
já nada me importa
tudo e todos me irritam, esta vida mete nojo
tento muitas vezes compreender
tento assumir o pouco que tenho
as poucas e insignificantes peças que me pertencem
não!
não , já não tenho pena de ninguém
ninguém me advém
todo o amor que me deram, nunca existiu
todo ele não me pertence
é injusto!
é injusto ignorarem-me
é injusto ignorarem tudo o que digo ou pelo menos tento
é injusto ignorarem os meus sentimentos
não!
não, porque todos me tentam foder
todos me tentam pisar
todos tentam tudo para me derrubar
não é justo
nada na minha pouca e insignificante vida é justo.
todas as vezes que tento agir bem
todas as vezes que tento ser alguém
tudo se abate
todos me tentam fuzilar
eu sei que não sou perfeita
eu sei que tenho andado perdida
mas , também ninguém tenta no mínimo ajudar!
ninguém tenta dizer que sim!
ninguém
será que nada nunca irá correr bem?
será que irei ser sempre assim?
será que tudo acaba sempre por cair?
será?
estendo a minha mão
quero paz
quero sossego
quero algo!
Grito!
Sim!
Eu, grito!


Isabel Fontes
Enviado por Isabel Fontes em 18/09/2006
Código do texto: T242944

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Isabel Fontes
Portugal, 41 anos
417 textos (61610 leituras)
9 áudios (676 audições)
3 e-livros (266 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:00)
Isabel Fontes