Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Adeus

Hoje escrevo-te uma carta, não sei se quer se a irás receber...muito menos se a irás responder...

Escrevo-te por não poder mais em mim guardar, esta angustia que me faz sufocar.
É tanto amor que tenho para te dar, é tanto o que tenho para contigo partilhar, e tu apenas de mim te consegues afastar. Não existe tempo nem distãncia entre nós possível de alimentar esta paixão que arde e me queima por dentro.
 
Quantas não foram as vezes que por palavras e gestos me fizeste criar esperanças? para quê?
Para chegares de mansinho a meio da noite, invadires o sossego da minha madrugada e dizeres "ADEUS"?
 
As noites cada vez se tornam mais frias e escuras, as madrugadas arrefecem o meu ser, o meu corpo...relembro ardentemente o suor dos nossos corpos e a quimica expressa nos movimentos constantes quando se recostavam um no outro...não posso crer que não sintas falta do meu corpo saciando o teu desejo, as minhas palavras saciando a tua angustia...não posso crer.

Os dias vão passando e o tempo perdendo-se nas entrelinhas da vida que corre e não pára...

Se a vida fosse um jogo de futebol e nós futebolistas, quantas vezes não teriamos parado e assinaldo falta, cartão amarelo e até vermelho? de certo que sim...

Hoje resta-me atribuir-te o vermelho...para que possa livremente correr pelo campo e um dia marcar o golo da felicidade certa da vitória.

Hoje deixo aqui o meu ADEUS, leias ou não...mais carta alguma irás receber.


Eis o nosso caminho...duas linhas paralelas!!!
                                     
LDias
Enviado por LDias em 20/09/2006
Reeditado em 20/09/2006
Código do texto: T244786
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LDias
Moçambique, 35 anos
52 textos (3165 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:17)
LDias