Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta ao Destino

Poderia ser mais fácil para mim, ou mesmo tanto quanto eu desejaria. Desenterrar sentimentos que há tempos não sentia, florescer pensamentos e tais...
Vi em seus olhos o meu reflexo mais longícuo e tímido como se fosse um pássaro raro num país distante.
Como dizer de seu sorriso com meu vocábulo restrito e o desejo de expor e achar palavras que sem sinônimo ficariam impossíveis.
Seus olhos..., são pedras perdidas a milhares de anos no mais profundo oceano onde seu azul se confunde com o verde prateado. Uma intensidade que quando me olha parece transpor minha face e enchergar algo estranho além do físico material.
Isso é a ínfima parte da realidade que estive pela vontade do Destino, antes de cair em um sonho profundo, tão profundo que não sei a diferença entre o real e o imaginário.
diplomata diplomata
Enviado por diplomata diplomata em 24/09/2006
Código do texto: T247876
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
diplomata diplomata
Campinas - São Paulo - Brasil, 1015 anos
14 textos (888 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:06)