Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu vicio

        Não há um minuto em que eu não pense em você. Não há uma noite em que eu não sonhe com você.
Fecho os olhos e vejo você. Eu tento, mas não consigo te esquecer. Seu rosto me persegue aonde quer que eu vá.
Odeio não conseguir te odiar. E odeio seu sorriso lindo
Odeio seu jeito provocante de falar. Odeio seus olhos magnéticos que me desafia o tempo todo de um jeito que eu não consigo resistir. Odeio quando você me deixa sem fala, odeio mais ainda quando você me faz dizer coisas que não quero dizer.
Eu odeio. Odeio não conseguir ficar brava com você. Odeio quando você passa do meu lado como se eu fosse um nada. Odeio também quando você me hipnotiza fazendo com que eu não resista a você... Odeio seu jeito bobo de tentar me convencer que você sempre tem razão.
Eu odeio você. Mas eu odeio mais ainda saber que isso é mentira. E me odeio ainda mais por não conseguir te odiar nem um pouquinho.
Detesto ter que aceitar o fato que você jamais foi, ou será meu inteiramente e que não há nada que eu posso fazer pra te conquistar.
Detesto ter que agüentar calada vendo você passar reto por mim sem nem um simples “bom-dia”. E também detesto saber que se você pedir eu te desculpo, sem nem pensar duas vezes.Eu te perdoou, seja lá o que você fizer.Eu te desculpo.E detesto isso.
Eu detesto o poder que você exerce em mim, detesto quando você me faz magoar as pessoas que gostam de mim. Também detesto quando que por mais que eu tente seu rosto povoa meus pensamentos, fazendo eu dizer e fazer coisas que machucam as pessoas.
Por sua culpa eu não sou mais a mesma. Por sua culpa eu não consigo me concentrar em mais nada.Por sua culpa eu agora vejo a vida de um jeito diferente, como se eu fosse apenas um mero telespectador da minha própria vida, por que certas coisas eu simplesmente não sinto, e tudo isso é sua culpa.Sua culpa.Apenas sua.
E sabe o que mais me irrita?É saber que você não tem nada de especial, mas mesmo sendo normal e sem atrativos, você tem um sorriso que me enerva.
Irrita-me saber que não posso ficar sem você. Irrita saber que preciso de você, preciso da sua indiferença, também preciso ouvir sua voz.
Irrita-me ter que admitir que eu te amo, que eu não sobrevivo sem você. E que você é a razão  para eu me manter firme durante todo esse tempo.
Seu efeito sobre mim é tão devastador que me faz escrever essas palavras sem nexo.Isso é amor?Não.Não é amor, o que eu sinto por você não pode ser amor.É um vicio, eu sou viciada em você.E quanto mais eu tento me afastar de você mais eu não consigo resistir, e isso esta acabando comigo.Eu não sei como foi que tudo isso começou, e não sei também se é sua culpa.
Mas de uma coisa eu sei.Eu vou te esquecer, eu PRECISO te esquecer e vou conseguir.Nem que para isso eu tenha que arrancar meu coração...

Gabriela F H
Enviado por Gabriela F H em 07/10/2006
Reeditado em 04/02/2010
Código do texto: T258613

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gabriela F H
São Paulo - São Paulo - Brasil
13 textos (1224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 01:58)