Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANIVERSÁ RIO DE MEU PAI

     

Onde estás, meu pai, neste dia que é teu?
No cosmos? Sob as nuvens algodoadas,
Na luz brilhante que do alto ilumina
E aquece minha alma de menina?

E a saudade dolorida aumenta
Minhas ânsias sem respostas...

Vagas por outros mundos,
Outras dimensões, ou estás aqui.
Pulsando com meu coração?

Ouço violinos e me transporto
E te busco como quem inquire,
Quem indaga, quem persegue
Uma névoa branca, azul, violeta...

Vejo-te nos velhos que passam,
Sinto-te entre as Madalenas da vida,
Aquelas que, como Jesus, tu abençoavas,
Enlaçavas, protegias e elevavas do lodo...

Onde estás?  No Céu, com teu violino
E a orquestra de anjos
        - dimensão em que só os bons mereciam entrar -
segundo o catecismo do Colégio?

Ah! meu pai,
Que saudade daqueles tempos bons da infância
Em que eras tudo para mim,
E eu nem percebia
Que tua presença era o oásis,
A segurança, o amor, a paz!...

Que inveja de dizer
(talvez por inibição, por timidez
   nunca o tivesse dito)

Aquilo que ouvi teu filho ( que considerava espúrio)
Dizer de ti um dia
Com orgulho e vibração:

       - Ele foi o melhor pai do mundo!

Mas tua ternura e sensibilidade
Sempre souberam interpretar meus silêncios...

E eu continuo a perquirir
A cada instante da vida
A sentir tu presença
            em cada orquestra,
            em cada banda de música (teu saxofone?)
            em cada pai, em cada ser humano
A ti que foste o mais humano dos seres...

Hoje é dia do teu aniversário
E onde quer que estejas, meu pai,
Tu bem o sabes,
Teu coração e o meu se unem para pulsar
Sempre e cada vez mais juntinhos...
 
Linandre
Enviado por Linandre em 12/10/2006
Código do texto: T262755
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Linandre
Itabira - Minas Gerais - Brasil
244 textos (18334 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:47)
Linandre