Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CRÍTICA NO RECANTO DAS LETRAS

Amados escritores do Recanto das Letras!

Em primeiro lugar, como penhor de gratidão, amorosamente agradeço os quase 30.000 (trinta mil) acessos, e possíveis leituras, em 16 (dezesseis) meses de exercício intelectual neste sítio de escritores.

Este é, para mim, um local de encontro permanente com a minha literatura, singelamente congeminada à de outros lúcidos e sensíveis confrades e confreiras. Experimento e reaprendo todos os dias num bom exercício dialético, graças à disponibilidade, ao solidarismo e ao talento de vocês.

Gozo e obtenho o usufruto do que vocês escrevem. Os comentários me estimulam muito. Aliás, tenho sentido falta deles. Faz alguns dias que andam minguados. Até estou estranhando um pouquito.

Claro, entendo que agora já somos perto de 5.000 (cinco mil) escritores e, creio, este sítio passa a ser um dos maiores escaninhos virtuais no verso e na prosa, na língua de Camões e Fernando Pessoa.
 
Nós, mais antigos no sítio, temos de atender aos novos e novatos segundo os escritos em suas páginas. Afinal, já tenho mais de 200 (duzentos) amigos de escrita literária, alguns aqui conquistados. E isto me dignifica.

Agradeço a serena convivência. Tenho analisado textos de inúmeros autores, e nunca tive um dissabor, nenhuma palavra grave, ofensiva ou maledicente. Estou premiado, feliz.

Mesmo que perceba que alguns colegas ainda não estão afeitos à análise crítica, sempre absorvem o que lhes tento passar. Decerto os titulares de textos sabem que exercito a crítica como ofício de crescimento pessoal e de condenação ao pensar. Tenho, em alguns casos, obedecido aos pedidos de leitura analítica.

A novidade é que estou com vontade de lançar um livro que recolhe as análises críticas feitas aqui, em obra que pretendo lançar pelo Brasilzão de Deus. O livro e nós vamos correr mundo...


Onde os autores quiserem, estaremos, eu e o editor Rossyr Berny, da ALCANCE.  Será uma obra cooperativada que circulará pelo país e colocará na vitrina o nosso afável RECANTO.

Cada autor adquirirá antecipadamente os exemplares que desejar, com um mínimo de 05 (cinco) por página, onde aparecerá o seu texto e a análise que fiz sobre o mesmo. E faremos lançamentos locais, na cidade em que mora o autor criticado. Crítico e editor estarão juntos com o autor e a sua comunidade. Entendemos que isto permitirá que nos conheçamos além do encontro virtual. Ganhará a literatura brasileira.

Resguardaremos os direitos autorais. Cada autor deverá expedir carta autorizatória para o editor. Só será publicado o comentário crítico com o seu aval. É publicação que servirá para ser usada em prefácios e apresentações de livros. Pretende-se a valorização dos autores que tiveram o seu texto alvo de meus comentários analíticos.

O título, em princípio, será "CRÍTICA LITERÁRIA NO RECANTO DAS LETRAS", e a obra terá cerca de 150 páginas.

O que acham da idéia? O editor Rossyr, que também escreve neste sítio, já conversou e pediu apoio ao Patrick, proprietário dos domínios legais internáuticos e webmaster deste belo depositário do pensamento da lusografia. Estamos, com este recadinho no MURAL, “vendendo a idéia”, como se diz em linguagem de marketing.

Por derradeiro, peço desculpas por não estar sendo assíduo no Recanto, e por estar publicando pouco. Explico: estou ultimando e revisando dois livros pessoais e com cinco prefácios pra entregar aos autores, além de sete livros que esperam meu parecer como agente literário, para a recomendação e possível publicação.

Como isto é tarefa profissional que me rende alguns trocados, peço que entendam e me perdoem a franqueza e a eventual ausência na interatividade.

– Do livro CONFESSIONÁRIO – Diálogos entre Prosa e Poesia. Porto Alegre: Alcance, 2008, p. 176:8.
http://www.recantodasletras.com.br/cartas/268413
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 19/10/2006
Reeditado em 22/03/2010
Código do texto: T268413
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2581 textos (709625 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:16)
Joaquim Moncks