Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

*CARTA DE AMOR (NÃO DECLARADA)*

                            OUTONO  DE 2006.

       QUERIDO DIÁRIO


  ...SOU APENAS UMA SOMBRA VIVENTE;SEM ALMA.

QUANDO ELE PARTIU SEM OLHAR PARA TRÁS.

DIZENDO QUE IA ...EM  BUSCA DE AVENTURA.

SOOU COMO UM IMPACTO;

ESTREMECEU MEU MUNDO.

...QUANDO MEUS OLHOS,TE PERDERAM DEFINITIVAMENTE DE VISTA.

ME VI COM UM SORRISO AMARGO DIZENDO"VAI EM BUSCA DE SEUS,

SONHOS,O AMOR NÃO É PRISÃO".

...MESMO COM O CORAÇÃO EM  PRANTOS,DESCOMPASSADO.

NAQUELE MOMENTO ME TORNEI  UMA FORTALEZA.

QUANDO DEIXEI VOCÊ PARTIR.

...POIS NÃO FUI EGOISTA.

   MESMO SABENDO QUE SUA VIDA É COMIGO.

NOSSOS DESTINOS ESTÃO TRAÇADOS.

APENAS PERMITIR QUE VEJA COM SEUS PROPRIOS OLHOS.

PARA NÃO SE ARREPENDER.

ME ENCONTRO AGORA SÓ COMIGO MESMA,

VENDO A SOLIDÃO CONSUMIR LONGOS DIAS DE MINHA VIDA.


ps-todos os caminhos estão traçados,permitir é apenas uma forma,de deixar livre as esperanças.

                   *****



DIANA Lee
Enviado por DIANA Lee em 20/10/2006
Reeditado em 20/10/2006
Código do texto: T268982

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DIANA Lee
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
213 textos (11306 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:31)
DIANA Lee